A Percepção da Solidão

Postado em

O que é estar só para você?

É estar em casa, sem ter com quem conversar, sem ter com quem sair, ou namorar?

Se você está nessa situação, talvez você precise ressignificar sua vida.

Há bem pouco tempo, eu acreditava que estava só. Me sentia perdida e sem rumo. Cheguei a me desesperar, chorar por diversas noites e pensei em me entregar.

Não via sentido na vida. Eu separada depois de dois casamentos longos, 2 grandes decepções amorosas, filhos crescidos, com suas vidas e suas prioridades e amigos (também já fui jovem e não faria diferente!). De repente, não mais que de repente, parafraseando Renato Russo…

…quando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo…

Estar / se sentir só é muito triste e até mesmo enlouquecedor. Concordo com isso! Mas será que estamos realmente sós????

Aí que está a chave da questão.

Eu não estava só!

Eu simplesmente não gostava da companhia que eu tinha naquele momento: eu mesma!

Depositava no outro a obrigação de me acolher e me fazer feliz! Ledo engano!

Estar/se sentir é bem comumente sentido até mesmo em casamentos. Em casas cheias de gente, em grupos grandes de amigos. Enfim, em qualquer lugar.

O estar/se sentir só é absolutamente um estado de espírito (ruim) que deve ser transmutado.

A grande pergunta é como!?

Cada um tem sua forma de reagir. O essencial é QUERER!

Ressignificar a vida é muito mais fácil do que parece. A vida pode ser muito mais leve e agradável do que pensamos.

Fazer o que lhe parece ruim e transformar em bom, em construtivo e edificante, é um caminho contínuo a ser percorrido.

Pode parecer infantil, mas uma das ferramentas que eu usei na minha ressignificação foi um, ou melhor, dois livros que eu li na minha adolescência e um que li recentemente (Pollyanna, Pollyanna Moça e A Sútil Arte de se ligar o Foda-se, respectivamente).

Hoje me sinto bem e feliz ao estar comigo mesmo, eu me tornei minha melhor companhia.

Esse ciclo virtuoso faz com que as pessoas se aproximem e consequentemente a sensação de solidão vai desaparecer ou por você estar feliz consigo, ou por atrair pessoas que serão irradiadas pela sua luz!

Como disse anteriormente, cada um tem que fazer uso das suas próprias ferramentas no processo diário da ressignificância, mas ajuda a observância de algumas dicas, que exército absolutamente todos os dias:

  1. Abstenha-se de más notícias, más energias e tristezas;
  2. Se descubra, se ame. Descubra o que te alegra e o que te faz bem;
  3. Faça mais por você do que por qualquer outra pessoa, estou falando inclusive de filhos e parentes;
  4. Tenha um tempo só seu;
  5. Invista no que gosta de fazer, seja esse investimento em dinheiro ou tempo;
  6. Viaje, saia da rotina, veja o mundo;
  7. Faça programas sozinho. Comece com cinemas, almoços de domingo e passeios;
  8. Curta pequenas coisas;
  9. Se você não tiver algo de bom a acrescentar, não fale nada;
  10. Ouça! Deus nos fez com 2 orelhas e uma única boca para que entendêssemos nas suas mensagens subliminares que devemos ouvir pelo menos o dobro de falar;
  11. Não sinta pena de você!
  12. Não fale de suas frustrações ou histórias de vida tristes, se orgulhe de suas vitórias!
  13. Tudo o que você viveu, de bom ou de ruim, fizeram de você o que és hoje. Foi seu alicerce de vida!
  14. Seja sempre grato! Aprendemos diariamente, até com quem nos faz “mal”;
  15. Perdoe sempre e libere seu coração das amarras que te seguram no seu passado;
  16. Acostume-se e curta o silêncio e a introspecção. Hoje sei que nesses momentos descobrimos o melhor de nós!
  17. Independentemente de religião, fé ou ateísmo, você é o seu Deus. Aquele que inquestionavelmente existe!
  18. A única vida que podemos viver é o presente, que como o próprio nome diz, é um presente do universo para nós.
  19. O passado não dá para mudar. Se não restaram boas e saudáveis memórias, encare como aprendizado e siga em frente;
  20. O futuro depende das nossas atitudes de hoje, do presente. Se não usarmos a dádiva que nos é dada todos os dias de fazer a cada dia um melhor presente, o que poderemos esperar do nosso futuro?
  21. Lembre-se que se você não se amar, ninguém o fará mais que você!

Ressignifique a vida, ressignifique você, suas prioridades e suas paixões.

Reverta toda e qualquer energia e pensamentos negativos e acredite que você é PHODDA… Tenha certeza! E você assim será!

Eu acredito! E você????

Anúncios

Retrospectiva 2018

Postado em Atualizado em

Há alguns anos, tenho no bloco de notas do celular um guia de como foram meus anos para conseguir fazer uma analogia ou criar um possível algoritmo de previsão de como será o ano. Ainda não consegui nem uma coisa nem outra:

2003 ruim

2004 bom

2005 bom

2006 razoável

2007 ruim

2008 muito bom

2009 bom

2010 péssimo

2011 muito bom

2012 bom

2013 razoável

2014 ruim

2015 péssimo

2016 razoável

2017 razoável

2018 altos e muito vales, mais baixos que altos

Obviamente, todo início de ano, vou na minha personal macumbator. Esse ano, ela não me enganou. Ela me adiantou muita coisa que eu ia ter que passar esse ano. Ok, que foi um pouquinho (muito!!!!!) pior. Mas já valeu para me preparar para o tsunami.

Tive alguns refrescos, mas no geral, foi um ano muito estranho. Muito atípico! Realizei o grande sonho da minha vida: ir a Roma e de quebra ainda conheci Paris. Tive Nutella (filhote de Maya), que horas parece bom, outras muito ruim. Mas, para acabar com minha motivação neste ano, tive grandes desafios. Os dois piores foram a depressão que me pegou na curva em maio e meu filho que saiu de casa em julho.

A impressão que eu tinha era que cada vez que um caminhão me atropelava e eu conseguia me reerguer, vinha outro logo em seguida e me derrubava de novo.

Que ano merda!

Já estou na contagem regressiva para acabar. Nem vou falar muito das minhas desgraças, mas há uma semana atropelei um cara que se jogou na minha frente para me assaltar. Daí apareceu meu anjo da guarda, que por sinal era um gato, armado e me salvou. Talvez o ano tivesse terminado ainda pior.

Então, como eu acredito em provações, em evolução espiritual e necessidade de aprendizagem do espirito, agradeço! Sim, agradeço a cada uma das muitas lágrimas que derrubei, de quantas vezes me superei quando achei que ia me entregar, de não ter desistido de achar um amor, de persistir, de lutar para dar o melhor para meus filhos (mesmo para o filho que decidiu sair do meu ninho) e de aprender!

Tá acabando. A personal macumbator no início do ano me disse que já no início de 2019 as coisas melhorariam para mim. Eu tenho fé que isso irá acontecer. Não desisto de mim tão fácil.

Quanto ao meu coração de gelo, tão magoado e maltratado (snif), tá calejado e preparado para se reaquecer assim que for realmente tocado.

Quando meus filhos eram pequenos e se machucavam, eu dizia para eles falarem um puta que pariu bem forte, de dentro da alma, que a dor passava. Dava sempre certo, eles paravam de chorar, não sei se pq passava mesmo a dor ou por conta da diversão de falar um palavrão cabeludo. Eu, como já falo palavrão a toda hora mesmo, fiz a melhor coisa que podia fazer esse ano: a minha tatoo do foda-se nas costelas. Ela realmente esteve comigo, marcando minha pele nos meus maiores problemas, me lembrando que se eu não tenho culpa do que estava acontecendo na minha vida, eu tinha responsabilidade dobrada de seguir em frente e continuar lutando.

E assim, com imensa gratidão no peito, eu grito, forte e do fundo da minha alma:

2018, VAI SE FUDER, PORRA!

Se Alguém Lhe Fizer Feliz, Revide!

Postado em Atualizado em

Esta semana li essa frase em algum lugar. Mexeu tantas coisas dentro de mim e eu nem sabia que talvez fosse, mais uma vez, a linguagem dos sinais agindo em minha vida, para me mostrar algo que logo faria mais sentido para mim.

A linguagem dos sinais é algo muito presente em minha vida, já escrevi até sobre isso no texto Você está atento aos sinais?. Tão presente que às vezes me surpreendo o quanto certas mensagens chegam até mim tão efetivamente.

Há alguns meses, estava super envolvida com uma pessoa. Um certo dia, ao lhe dizer que o amava, fui surpreendida com uma resposta um tanto quanto estranha aos meus ouvidos.

Eu sei que você me ama e lhe sou grato por isso.

A primeira coisa que pensei foi: como assim grato?

Entendo que gratidão talvez seja algo que não possamos retribuir. Conceitualmente para mim, aquilo me chocou muito.

Eu sou grata a Deus pela minha vida, nunca vou conseguir retribuir a Deus…

Para mim é assim. Sou grata a tudo e a todos enquanto eu não posso retribuir o que fazem por mim, tão logo possa, ajo em retribuição.

Então, quando li essa outra frase Se Alguém lhe fizer feliz, revide!, reviveu um pouco do que senti. Ele estava grato, mas não revidou.

Em geral, não revidamos aquilo que nos faz bem. Revidamos somente quanto nos fazem mal. Mas não seria esse o ciclo vicioso que destrói as relações e compromete a habilidade de sermos felizes?

Esse ano de 2018 não tem sido nada fácil para mim, tenho lidado com muitos acúmulos emocionais e isso não tem sido nada fácil, tendo fraquejado e cedido à crise de ansiedade há pouco tempo. Tenho me recuperado bem, adoro a metáfora da borboleta no casulo, estou saindo de vários casulos esse ano.

E hoje mais uma vez senti o baque de mais uma mudança. Mais uma entre as milhares que estão ocorrendo esse ano comigo. Mas o lema é deixa a vida me levar. Vida, leva eu!

Depois de 18 anos, meu filho resolveu sair de casa. Foi morar com a avó. Foi de repente, sem eu esperar, simplesmente falou e se foi.

Será que eu não revidei o suficiente para ele a felicidade? Será que foi ele que não? Ou talvez seja a vida me revidando a mensagem de que eu já cumpri o meu papel, que criamos os filhos para o mundo, que cada um traça seu destino. Que isso não tem a ver com fracasso…

Meu coração dói. Dói como mãe, mas eu sempre me repeti que até ele completar 18 anos e estar na faculdade, não entregaria ele a ninguém. Ele está indo no segundo período de faculdade e já com um curso técnico na mão.

Mas será que ele não entendeu o meu amor? Ou essa é a forma dele revidar o amor que dediquei sozinha tantos anos?

Se foi, não sei se para voar ou aterrissar. Mas se foi. O quarto já está vazio. Já estava planejado, eu que não sabia de nada.

Minha sensação é que tem algo sórdido atrás disso, mas o que eu posso fazer é só rezar. Rezar para que ele não esteja sendo enganado e que ele continue no caminho para ele determinado. Ou talvez ele esteja indo revidar algo que eu não pude dar. Será que eu não o estava fazendo feliz?

O peito dói.

Acordei de sobressalto e lembrei que os caminhos deles já não são mais os meus. A vida revida sinais.

A frase toma mais sentido num complemento digno do misto de sensações que tenho hoje… não seja grato, aja em retribuição, seja revidando amor ou reciclando os sentimentos ruins e transformando-os em amor.

Se alguém lhe fizer feliz, revide!

Se alguém lhe fizer triste, recicle!

Foco, Força, Fé e…

Postado em Atualizado em

Foda-se, Foda-se, Foda-se!

Não, não estou irritada. Muito pelo contrário. Tô saindo da minha fase complicada. Cara, não fiz essa porra de tatuagem escrito foda-se a toa nas costelas. Não é possível que eu não compreenda que td é uma questão de tempo e… FODA-SE.

Minha crise de ansiedade estava fora de controle porque simplesmente não estava com o foda-se ligado no máximo. Aliás, acho que o botão estava emperrado no volume mínimo. WD40 nele, girl!

Pronto. Tô de volta. Não exatamente do jeito que eu queria, mas to no caminho de volta. Chega de remédios, chega de sofrer por nada, chega de pensar no que não vai me render frutos. Foda-se o que me faz mal. Vai se envenenar sozinho na casa do chapéu.

Saca aquele momento da música de Eduardo e Mônica, em que ele “aprendeu a beber, deixou o cabelo crescer e decidiu trabalhar.” . To nesta parte da música, To aprendendo a beber e decidindo trabalhar… Trabalhar especialmente em mim, pra mim e por mim.

No more drama! Ok, pode ser que ainda sinta um pouco de auto piedade, mas isso ainda é perdoável, não é? Juro, juradinho que vou fazer isso quase que ocultamente.

Sabe o que é surreal? Quando fazemos planos para daqui a 10, 20 anos, parece que estamos falando de muito tempo. Mas experimente pensar em algo que aconteceu 20 anos atrás. Pois é, parece que foi ontem, não é? A gente adia tanto nossos planos, nossa felicidade, que quando a gente se dá conta, acabou, passou, foi! O tempo perdido, não recuperamos mais. Então pq vou ficar perdendo meu precioso tempo com o que não vale a pena. Move on, Xuxu!

Mas, preste atenção! Isso não significa que tenha cansado e nem muito menos desistido de certos sonhos. Isso apenas significa que vou aproveitar os limões para tomar uma caipirinha bemmmmmmm docinha e gelada. E quando os sonhos resolverem me procurar, vou estar super de boa para tocar a vida com eles…ou sem eles também. FODA-SE!

Hoje acordei tão Cidália Moreira… amando todo mundo e não amando ninguém. É, darling, há uma primavera em cada alvorada, vou seguir assim, até não conseguir mais. Que eu saiba me perder, pra depois me encontrar… ❤ ❤ ❤

Amar
Cidália Moreira

Eu quero amar, amar perdidamente!
Amar só por amar: aqui… além…
mais este e aquele, o outro e toda a gente…
Amar! Amar! E não amar ninguém!

Recordar? Esquecer? Indiferente!
Prender ou desprender? É mal? É bem?
Quem disse que se pode amar alguém
Durante a vida inteira é porque mente

Há uma primavera em cada vida:
É preciso cantá-la assim florida,
pois se Deus nos deu voz foi pra cantar

E se um dia hei de ser pó e cinza e nada
que seja a minha noite uma alvorada,
que me saiba perder… pra me encontrar…

Encerramento de Ciclos

Postado em

Ciclos são encerrados e normalmente trazem dor, angústias, dúvidas e incertezas.  Eles se encerram muitas vezes sem avisar e em momentos pouco oportunos de nossas vidas.  Normalmente não nos damos conta do quanto esses encerramentos são importantes para nosso crescimento, nosso amadurecimento e para resetar alguns processos mal ajustados no decorrer daquele ciclo.

Quando acontece é natural nos culparmos, nos sentirmos impotentes, até mesmo incompetentes diante do ocorrido.

Bobagem!

Se comemoramos a cada ano que acaba e saldamos o novo ano que se inicia com fogos, champagne e uma maravilhosa ceia, por que não fazermos o mesmo com o encerramento de um ciclo?????

Hoje comemoro!  Um novo encerramento de um ciclo, um ciclo de aprendizado, muitas conquistas, muitas amizades e muitos sacrifícios, principalmente com a certeza de dever cumprido.  Comemoro ainda mais o que está por vir!

Seja bem vindo, meu novo ciclo!  Você chegou um pouco antes que eu planejava…  Mas, pensando bem, adoro surpresas!

 

Conselho do Dia: Acostume-se a perder!

Postado em Atualizado em

Hoje vi uma postagem de uma amiga que me fez refletir sobre perdas…  Sempre nos fazem sofrer, quase nunca sabemos lidar com elas, mas deveríamos…

Você perderá o amor da sua vida, o emprego dos seus sonhos, a viagem perfeita, a casa maravilhosa, a roupa deslumbrante, o corpo sarado, a memória infalível, o sono, a saúde de ferro, muitas vezes, a paz, o equilíbrio e até mesmo a razão!

Você perderá aquela ligação que tanto esperava, o ônibus que vai passar direto, muito dinheiro, o celular e as chaves uma centena de vezes…

Perdemos diariamente. Somos derrotados às vezes diversas vezes no dia.  Isso já deveria nos deixar calejados…  Mas sofremos.  Sofremos muito mais que deveríamos.  Mas, estas perdas são transitórias, desde que saibamos lidar com elas – quase nunca sabemos.

Acho que a vida nos prepara para isso desde que somos bem pequenos, mas não nos damos conta… Há uma mensagem subliminar quando perdemos nossos dentes de leite. Nós os perdemos bem jovens e logo vieram outros para substituir, mais fortes, maiores e mais bonitos. O desconforto foi passageiro. Vivemos isso tantas vezes na infância, a cada queda de um novo dente.  Mas, obviamente não nos damos conta desta super dica, uma preparação para a vida adulta e sua sucessão de perdas.

Enquanto adultos, deveríamos lembrar disso diariamente: não importa qual seja a nossa perda, sempre virá o substituto, quase sempre muito melhor do que o anterior. Basta esperar.

Precisamos nos acostumar com isso. As perdas fazem parte do nosso crescimento.  O problema é a nossa velha mania do imediatismo.  Receita infalível para nos lascarmos! E como nos lascamos… O tempo todo!!!!

Precisamos saber de uma regra básica da vida:  AS PERDAS SEMPRE SERÃO RECOMPENSADAS E/OU SUBSTITUÍDAS.

Sabe o por quê? Simples. O amor é assim… Por mais que você o perca, ele sempre ressurgirá numa forma diferente!  Como ele pode se apresentar de inúmeras maneiras, precisamos deixar o amor sempre nos guiar.  O amor pode estar do nosso lado e de formas inusitadas.  O nosso sofrimento excessivo pode nos cegar e nos tolir de encontrar a felicidade.

Por isso, Perca tudo, sofra, chore (o chorar faz parte) mas, recupere-se logo, ame. Lembre-se de nunca perder a capacidade de amar! Isso reciclará a sua vida e amenizará a sua dor!

#keepthefaith #mantenhaafe #acredite #amor

Conselho – Adilson Bispo

Deixe de lado esse baixo astral
Erga a cabeça
Enfrente o mal
Que agindo assim
Será vital para o seu coração

É que em cada experiência
Se aprende uma lição
Eu já sofri por amar assim
Me dediquei mas foi tudo em vão

Pra que se lamentar
Se em sua vida pode encontrar
Quem te ame com toda força e ardor
Assim sucumbirá a dor (tem que lutar)

Tem que lutar
Não se abater
Só se entregar
A quem te merecer

Não estou dando nem vendendo
como o ditado diz
o meu conselho é pra te ver, Feliz