Geral

As 5 Linguagens do Amor e a Fé

Postado em Atualizado em

Recentemente vi um filme que misturava a bíblia com o casamento, condicionando o fim do casamento a falta da Bíblia e de Jesus na vida dos dois.

Começo essa resenha com minha frase norteadora do Caminho de Deus:

A Religião te limita, a fé te expande!

Deus habita dentro de mim. Não preciso recorrer à nenhuma religião para encontrá-lo, basta olhar para dentro de mim.

As pessoas botam na responsabilidade de padres, pastores, rabinos, mestres e guias espirituais, a indicação do caminho certo a ser seguindo. Qual foi o caminho certo que Deus determinou para nós? Teimam em colocar Deus como mau, vingativo e punitivo! “Temer a Deus”. 

Eu não o temo, eu o Amo!

Concordo que os casamentos e as uniões precisam ter fé para existirem! 

Deus é bom o tempo todo! Deus nunca vai se vingar de você. Deus é amor e perdão. Nunca desfaria uma união porque não um dos dois não crê na bíblia. 

Primeiro, podemos mudar o conceito de Bíblia para Fé.  A fé é ampla.  Pode ser fé até mesmo um no outro.  Fé em si, no seu Deus interior, numa força energética maior, num poder regente. 

Fé:  Palavra pequena, que muito diz!

Se você perde a fé naquela união, ela realmente está por um fio. 

Li e reli (2x já!) um livro que fala muito de relacionamentos e como evitar o seu fim.  “As 5 Linguagens do Amor”.  Nele, o autor discorre sobre cada uma delas.  Tem um teste para saber qual é a sua e a de seu parceiro e como é importante termos ciência destas linguagem para não cometermos erros de falta de entendimento e perca de fé um no outro.

Todos temos necessidades que “enchem o nosso tanque do Amor”.

Fica muito mais fácil entender o seu parceiro quando se conhece o que é importante ele/ela. Desta forma, manteremos o tanque do amor sempre cheio!

Num relacionamento, é necessário se conjugar as PREFERÊNCIAS X PRIORIDADES de ambos. Se os vetores estão opostos, grandes chances da distância entre os dois se ampliar tanto até ser insustentável reagrupar.

Humilhar-se não é sinônimo de amor. Sinônimo de amor é amar-se. Quanto mais me amo, mais consigo externalizar esse amor e fazer com que os que estão a minha volta me amem também. Exemplo:  Quando só um se preocupa em deixar o tanque de amor do outro cheio sem a reciprocidade.  Isso é mutilação e auto-destruição.

A gente só consegue dar o que tá dentro da gente. Não é se humilhando e sendo humilhado que conseguiremos esse amor. Conseguiremos que o desrespeito seja cada vez maior. Daí a necessidade do conhecimento da Linguagem do Amor.

Agora, imagina o quão frustrante é, para uma pessoa cuja a principal linguagem do amor seja TEMPO DE QUALIDADE:  Chega em casa cansado, cheio de problemas do trabalho, a esposa já descarrega em cima dele um punhado de reclamações sobre as crianças, diz que a vizinha está enchendo o saco dela com música chata o dia todo, crianças começam uma briga na hora da janta, a casa um inferno, na hora de dormir, a mulher está irritada porque ele não está dando atenção para ela e nem para as crianças…  O que vai acontecer com esse tanque?  Estar vazio, obvio!

O resultado desta cena acima são vários:

1)  Ele conhece alguém (possivelmente no trabalho, já que passa a maior parte do tempo lá), que lhe dá atenção, diz que ele tá elegante, repara que cortou o cabelo, diz que adorou o perfume, pergunta se não quer dar uma relaxada num happy hour… Bah! Não precisa ser gênio para saber o final. 

2)  Esse homem vai ter um enfarte e morrer de tédio e nervoso. 

3)  Vai surtar e sair de casa de uma hora para outra e a esposa vai ficar sem entender o porquê…  

Assim os casamentos acabam!  Não foi falta de bíblia, foi falta de fé neles, no amor deles, no tanque de amor.

Eu venho de um processo de reciclagem de quase 2 anos. É interessante perceber o quanto que as minhas paixões antigas, hoje não se adequariam mais a mim e quanto pessoas que me desprezaram no passado, me procuram sem parar. O que sou hoje é resultado do “retroceder para avançar”.

Para conquistar alguém, às vezes, precisamos inclusive sair de cena por um tempo, nos ajustarmos e também deixar o outro sentir falta e perceber por si só o que perdeu. Volto a dizer, humilhação não pode fazer parte da estratégia de ninguém. Amor próprio sim!

O filme me fez lembrar muito meu primeiro casamento. O meu primeiro marido não me respeitava em nada. Adorava uma pornografia no computador, me humilhava na frente dos outros, me desmerecia, me destratava, era violento e rude comigo e com os filhos. Propus diversas ações para ele se transformar. Inclusive terapia de casal, conversas… Nada adiantava. Me estruturei e pedi o divórcio e a reação dele foi exatamente a mesma do filme: comprando rosas todo dia, cartões de amor espalhados pela casa, casa arrumada quando eu chegava a noite em casa.

Sabe o crédito que eu dava para isso: ZERO. Porque simplesmente eu tentei por 13 anos. Minha fé já tinha acabado! Uma pessoa que não mudou por 13 anos, não muda de uma hora para outra. Usa temporariamente uma máscara só para não sair da zona de conforto.

No fim, a mensagem é que precisamos manter nosso tanque de amor sempre transbordando de amor!  

Se não está bom e não conseguimos mudar, viramos a página e começamos a escrever um novo capítulo!

Bom Amor para todos nós!

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Relacionamento Abusivo, a História Real de João e Maria

Postado em Atualizado em

João tinha 25 quando conheceu Maria com 18 anos.

Ela passou a adolescência inteira sendo rechaçada pelos meninos, que a chamavam de gorda, já que o padrão da época era a Barbie magra e ela era o tipo gordinha nerd. Se acostumou com o interesse dos meninos apenas por conta das provas e trabalhos escolares.

Resultado: beijou pouquíssimos meninos e nunca namorou!

De repente, aos 18, um homem chega do nada, aparece correndo atrás dela na rua. Diz que ela é linda, que já a nota há algumas semanas e que queria uma chance para a conhecer melhor.

Pronto!

A presa caiu nas garras do lobo mau!

De alguma forma, o abusivo, assim como a metáfora do lobo mau, tem um nariz enorme para ter um faro melhor!

Ele sente o cheiro da fragilidade, da vulnerabilidade, do sofrimento e da solidão e age exatamente nesta lacuna de carência.

O princípio é sempre o mesmo:  Preencher esse vazio com todo o carinho que ele puder dar.  Flores, ligações, surpresas, presentes inesperados, ir buscar em trabalho…

Voltemos a Maria…

Maria, foi coberta de atenção, carinho, elogios. João ligava 10 vezes por dia para lhe dizer o quanto a amava, o quanto ela era importante para ele.

Maria não demorou para estar absolutamente envolvida. Se entregou de corpo e alma.

Nem os pais dela e nem os dele queriam essa união. Os dela sentiam que ele não era flor que se cheirasse. Não tinha emprego fixo, falava desrespeitosamente com todo mundo, era grosseiro. Mas Maria não via nada disso. Lógico que ela só via as virtudes, o quanto ele era atencioso com ela, como nenhum outro fora anteriormente.

Aos poucos, Maria foi ficando doente, com muito ciúme porque percebia que João não podia ver mulher na rua. Era afrontoso. Ele olhava da cabeça aos pés e só faltava quebrar o pescoço para olhar a bunda.  Ridículo. Mas ao invés de Maria largar aquele estorvo, acabou acreditando que o problema era ela, que ela que era doente.  Ele fez ela acreditar que ela estava enxergando chifre em cabeça de gato.

Quando a terapeuta a fazia enxergar a verdade, João logo questionava a psicóloga e dava um jeito dela trocar de terapeuta. João fez Maria largar a profissão que tinha escolhido para trabalhar com ele numa empresa de fundo de quintal que tinha criado, que não tinha absolutamente nada a ver com a carreira dela.

Maria não podia mais ter amigos, não podia sair. Era estar com ele o dia todo até a noite.

Numa loucura insana resolveram se casar. Os dois desempregados, a empresa havia quebrado. A mãe de Maria tinha um apartamento vago, o pai de João tinha um inquilino que devia aluguéis e podia pagar em móveis. Pronto, casa montada!

Casaram! Com ajuda de todos, mesmo dos que não apoiavam! Uma verdadeira loucura.

A compra de mês foi feita com o dinheiro da gravata do noivo. Lua de mel????? Kkkkkk  Nem pensar!

3 semanas após o casamento, já sem dinheiro para comer ou pagar qq conta, cogitando cada um voltar para sua casa até conseguirem empregos, um “milagre” aconteceu. Um anúncio de emprego no jornal (essa história tem mais de 20 anos e empregos eram publicados em jornais), segunda os dois foram para entrevistas (já que os dois anúncios eram de comparecimento). Os dois foram aprovados no mesmo dia e começaram apenas dois dias depois, com direito a adiantamento de ajuda de custo.

A loucura da vida de Maria era engravidar. 7 meses após o casamento, ela já estava grávida. A gravidez acabou sendo de risco. A vida dela no trabalho virou um inferno.

Logo após o nascimento do primeiro filho, bem a contra gosto de João, Maria foi fazer outra faculdade. Ele fez de Td para ela desistir. Ela começou a ter muito sucesso na carreira. Era chamada para entrevistas, jornais, revistas, eventos. O ciúme dele começou a ficar incontrolável.

Maria teve uma estafa, o casamento era só brigas e confusões, mas nesse meio termo ela descobriu que havia engravidado numa das poucas vezes que tinham transado, ela nem tomava mais anticoncepcional pq era tão raro acontecer, eles transaram com ela menstruada. Não era para ter risco algum!

O que já era um inferno, foi ficando cada vez pior, mais violento, mais grosseiro, mais humilhante, até que ele bateu nela grávida. Naquele momento ela teve a certeza!

Tentou se separar, mesmo naquele estágio, com talvez 4/5 meses de gravidez. Ele sequestrou o filho deles, ameaçou, fez chantagem e Maria raciocinou. Como poderia dar conta de 2 crianças sem trabalho fixo ? Preferiu esperar e se planejar.

Logo que a criança nasceu, ela teve depressão pós-parto. Normal para tudo o que havia acontecido.

Um mês e meio depois, ela foi chamada para um trabalho fixo e precisaria viajar por um mês para fazer imersão no produto.

Foi um presente. Tirar do foco das dores que sentia. Deixou as crianças com a mãe dela e foi embora ganhar o mundo.

Voltou decida a fazer uma terceira faculdade. Descobrira talvez a sua vocação verdadeira.

Os xingamentos, as humilhações e todos os processos de reforço negativos que ele fazia absolutamente todos os dias passaram a ser ignorados:

_ Nunca ninguém vai te amar além de mim.

_ Você não é o tipo de mulher que homem gosta, é muito grande, pouco delicada, até pouco feminina.

_ Você nunca vai encontrar alguém como eu.

_ Se você se separar de mim, você não dará conta das crianças.

_ Eu só estou contigo por conta da nossa dívida espiritual, por isso que vc nunca teve ngm além de mim. Ninguém nunca te quis nem vai te querer.

_ Você é só cérebro. Fora isso, atrativo zero para homens que não veem a pessoa espiritual que você é.

_ Nem para dona de casa você serve!

E assim eram os dias de Maria…

A faculdade acabou sendo um escapismo, chegava em casa tarde, cheia de sono, dormia e no dia seguinte acordava bem cedo para cuidar dos meninos para por na escola.

Nesse meio tempo, ela ganhou um dinheiro, começou a ter um bom salário. Ele não parava em emprego algum por mais de 4 meses. Ela acabou comprando casa, carros novos e estruturando a vida.

Mas mesmo assim, ele a humilhava em todos os lugares que iam.  Em festas, no condomínio onde moravam, gritava com ela na frente de quem quer que fosse e inclusive a deixava mal perante seus colegas de trabalho.

No dia em que ela se formou na terceira faculdade, apesar de implorar que não, ela foi estuprada por ele com bastante violência, dizendo que “ela o tinha provocado a noite toda dançando com as amigas e que por isso merecia receber o que havia pedido tanto”.

Era o que faltava para dar o check mate!

Acabou?

Lógico que não!  O relacionamento abusivo não acaba fácil, nada é tão simples!

Ela o avisou, deu prazo para sair da casa, ele correu atrás dela com faca, tentou socar, matar, ameaçava por telefone, SMS. Os vizinhos chamaram a polícia.  Ela conseguiu fugir com as crianças no meio da madrugada sem que ele visse.  Ela entrou com petição junto ao juiz que deu prazo para ele sair de casa. Enquanto isso ela passou os 7 dias de prazo na casa da mãe dela.  Um verdadeiro pesadelo.

Foram tempos difíceis, ele ainda entrou com 8 processos judiciais, levou os 2 carros, todo o dinheiro da poupança e só deixou a dívida da casa.  Ameaçava de todas as formas e maneiras.  

Maria foi forte. Mas precisou de tempo, estratégia e por sorte, conseguiu sair viva dessa.

Mas quantas Marias e Joãos não existem por aí com finais mais trágicos? Quantas Marias estão presas em relacionamentos abusivos,

  1. porque não despertaram,
  2. por falta de coragem e medo, 
  3. por ameaças,
  4. por conta de seus filhos,
  5. por falta de independência mesmo?

Maria demorou quase 4 anos para se estruturar financeiramente para isso. Talvez pudesse ter feito um pouco antes, mas às vezes a gente acaba adiando decisões difíceis com medo do desconhecido.  

Sair da zona de conforto pode até parecer desconfortável, mas permanecer nela é atrofiante.

Mova-se!

Ps.: Se engana quem pensa que relacionamento abusivo é somente entre casais.  O relacionamento abusivo pode ocorrer em relações de pais e filhos, amigos e até (e principalmente) em relações de patrões e empregados. Neste primeiro post trouxemos um caso real de um casal, mas falaremos de outros timos de relacionamentos abusivos em outros posts.

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Pílulas de Gestão 3

Postado em

Nas nossas relações interpessoais, teremos contatos, inevitavelmente, com pessoas boas e nem tanto.

Mas, não é porque a pessoa nitidamente não gosta de você, que você vai pagar na mesma moeda.

Pague exalando amor.

Sim! Pode parecer até mesmo ridículo!

Como posso oferecer amor a quem só me deseja dor?

Cada um só dá aquilo que tem para dar.

Se eu te dou inveja, avareza, fofoca, raiva, é porque é o que eu tenho no meu interior para dar.

Ao contrário, se eu retribuo tudo isso com o que tem dentro de mim: paz, amor, prosperidade, abundância… como mágica, esses seres vão se afastando, até sumirem do seu dia a dia.

Lembrem-se: O vampiro não pode ver a luz! Eles fogem…

Procure conviver com pessoas que tenham coisas boas para dar, essas viverão em harmonia.

Aquelas pessoas que andam com a nuvem preta em cima da cabeça, carregam consigo um clima pesado e nada anda. São negativas demais, tóxicas! KEEP DISTANCE!!!

Lembre-se, nunca pague na mesma moeda, a não ser que seja o mesmo câmbio que o seu. Se não for, esqueça! Use técnicas de relaxamento, de contar Carneirinhos, vai passear, tomar café, mas não entre nesta vibe, não se deixe contaminar. Esse vírus é um caos.

Um vez contaminado, você contamina todo mundo a sua volta, inclusive sua família.

Seja amor, que você atrairá mais amor!

A Lei da Atração funciona!

♥️Bom amor para vocês!♥️

Assine o Blog

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Hipnose, O Que Você Precisa Saber para Não se Enganar

Postado em Atualizado em

Por conta da presença do Pyong, um hipnólogo influencer do YouTube que está participando da vigésima edição do Big Brother Brasil, o assunto virou moda. Infelizmente, muito mal conduzido.

Por Pyong fazer uma hipnose chamada de palco, a maior parte das pessoas associam as técnicas hipnóticas a algum tipo de magia, mico, vergonha e distorção de realidade. Não é isso!!!!!

Alguns pontos sobre a hipnose que as pessoas leigas desconhecem:

1) É baseada em neurociência e na PNL (programação neuro-linguistica);

2) Não tem absolutamente nada a ver com religião;

3) Não tem nada a ver com hipnose de palco, aquela que presta um desserviço à sociedade, onde hipnólogos mandam as pessoas virarem macacos, cebolas têm gosto de maça e etc;

4) Na hipnose não é para haver a perda da consciência total. Você está ciente do que está acontecendo. Apenas você será conduzido a níveis mais profundos de consciência para acessar partes da sua memória que estavam guardadas no seu subconsciente;

5) A sua consciência acessa seu subconsciente para respostas e reprogramações e ressignificações, através de sugestões dadas pelo profissional que estará do seu lado, aplicando a melhor técnica para o seu caso;

6) Há diversas técnicas de hipnose, desde as clássicas às mais modernas, como a Ericksoriana;

7) As principais técnicas foram desenvolvidas por médicos;

8) Há métodos científicos para comprovar a eficácia da hipnoterapia em casos graves, inclusive com câncer;

9) O Ministerio da Saúde está usando Hipnose como reforço no tratamento em hospitais;

10) Muita gente se assusta com palavras como regressão e quântica. Se informem ou leiam antes de sair por aí julgando ou desdenhando de estudos sérios. A palavra regressão dá conta do processo de acesso a memórias ocultas, ou não, de eventos passados no subconsciente. Algumas inclusive escondidas em amnésias pós traumáticas. E a palavra quântica dá conta de fenômenos (comprovados) de alterações físicas e químicas no corpo humano, como células, moléculas e fluidos corporais, além de atemporalidade da sensação de transe;

11) A hipnoterapia pode tratar de traumas, cacoetes, ansiedades, depressão, medos e fobias, perdas, insegurança, vícios, doenças crônicas ou não, processos infecciosos, dificuldades de aprendizagem, mudança de repetição de padrões, ruptura de crenças limitantes, relacionamentos conturbados e tantas outras coisas;

12) A única coisa necessária para que a hipnose funcione é que você permita. Mais nada!

13) A hipnose pode ser substituída por um relaxamento profundo para pessoas que ainda não se sintam preparadas para a hipnose, aos poucos vai se chegando ao objetivo e às metas desejadas.

14) O tempo para se atingir o objetivo/meta é muito relativo. Depende da complexidade da questão a ser tratada e da permissão do paciente. Existem casos que podem ser resolvidos em uma única sessão.

15) O hipnólogo muitas vezes deve ser visitado juntamente com o terapeuta. Muitas vezes essa dobradinha acelera o processo de cura do paciente.

16) Pessoas com transtornos psiquiátricos graves não devem ser levados ao transe sem acompanhamento de um psiquiatra.

17) Quem produz todos os movimentos e sinapses do nosso corpo é nosso cérebro, dele podem sair nossas doenças, o envenenamento de nosso corpo. Porém, todo veneno carrega seu antídoto. Se conseguirmos atingir a subconsciência de forma assertiva, poderemos atingir o remedio correto para aquela enfermidade.

Ainda tem dúvida sobre hipnose, mande um email para mim. Em breve um vídeo no meu canal do YouTube sobre o tema.

Até a próxima!

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Não Aceite Menos do que Você Merece

Postado em Atualizado em

Um tempo atrás postei algo sobre estar a procura do amor da minha vida. Um amigo meu me escreveu e disse que encontrou o amor dele num grupo do Facebook, após um comentário sobre uma postagem. Uso muito grupos de afinidades de facebook de vendas para itens que não me servem mais. Mas, realmente nunca havia pensado em comentários de grupos de afinidades e confesso que ainda não pensei em nada específico que pudesse entrar para começar a fazer parte.

Porém, Recentemente, por curiosidade, resolvi fazer um experimento social em grupos de namoro do Facebook. Pedi acesso a 3 deles. Os 3 mais populares.

O resultado foi muito interessante! Acho que até bem surpreendente!

ZERO de EMPATIA. Por mais que eu tentasse explicar algumas observações do perfil que eu solicitei, as pessoas nem tentavam se colocar no meu lugar, do porque eu estava escrevendo aquilo.


Era um sábado chuvoso, meu programa com meus amigos tinha furado, minha filha tinha saído para uma festa, minhas dogs estavam dormindo profundamente, eu estava sem sono… Cenário perfeito para eu testar (ou, talvez pudesse falar tretar, visto o resultado!) , analisar comportamentos, respostas e reações às minhas contra-argumentações.

Eu só não esperava 2 coisas. Em 3 postagens, houve mais de 2 mil pessoas interagindo e as reações foram mais negativas do que positivas.

Digo que, das mais de 2.000 pessoas, apenas 50 tiveram empatia, apoiaram, entenderam, endossaram e parabenizaram por meu posicionamento.

O que mais me espantou foram mulheres não aceitando que uma mulher possa escolher o perfil de homem que deseja ter. Deixando claro que basta o homem chegar junto e dar carinho que está tudo ótimo.

Desculpem, mas o amor de carinho e atenção é um amor adolescente. O amor adulto, principalmente para alguém que já tenha um pouco mais de bagagem deve ter níveis mínimos de requisitos.

Precisamos prestar atenção para que padrões não se repitam. Para isso, nosso perfil precisa estar muito bem definido sim. Tanto para homens como para mulheres.

A postagem tentei fazer em tom de brincadeira, simulando requisitos para uma vaga de emprego. Afinal, é a função mais importante que posso oferecer: entrar na minha vida. Em momento nenhum ofendi ninguém, tratei mal ninguém. Pelo contrário, procurei responder a todas as críticas as razões das especificações. Principalmente com mulheres, que eram o maior foco do meu estudo.


Como resultado deste estudo social, sou obrigada a deixar salientado que:

  1. Não devemos aceitar menos que merecemos. Isso deveria ser um mantra repetido por todos nós desde pequenos!
  2. Não devemos julgar o que desconhecemos, se alguém não quer se relacionar com uma pessoa que não seja, por exemplo taxista, pode ser um trauma, uma experiência ruim e não um preconceito. Não julgue sem saber!
  3. As pessoas acham que as outras devem pensar e agir exatamente como elas querem. Somos seres únicos, com experiências únicas e por mais que tenhamos coisas e pensamento em comum com outras, teremos sempre pensamentos que poderão divergir. Um poderá ceder ao outro, ou não. Cada um pode ter a maturidade de entender o outro e seguir se se incomodar com coisas e opiniões que não interfiram tanto.
  4. Enquanto ligarmos para o que falam de nós e tentarmos nos tolir por isso, não vamos crescer e evoluir. Seja o que sua natureza lhe diz para ser.
  5. Saber escrever português é o mínimo para podermos nos comunicar adequadamente. Inclusive compreendendo textos e criando massa crítica para gerar observações sólidas;
  6. Relacionamentos criam consistência por afinidades. Você será mais próximo de pessoas cujas similaridades sejam maiores, o abismo de diferenças de pensamentos e de nível sócio-cultural numa relação próxima pode ser mortal para ambas partes;
  7. Não conseguimos mandar no coração. Isso ninguém tem dúvida. Mas podemos treinar nossa mente a não repetir padrões, mandando a mensagem correta do perfil que desejamos encontrar, assim, quando os perfis incongruentes se aproximarem, a nossa intuição acenderá o sinal vermelho e barrará na entrada, impedindo assim, o acesso ao nosso coração.
  8. Quem acha que ok aceitar uma pessoa completamente diferente como o amor de sua vida com o argumento de que os Opostos se Atraem é porque nunca experimentou encostar um fio positivo num negativo. O resultado é CHOQUE. A Lei da Atração que traz harmonia, ou seja, semelhante atraindo semelhante.
  9. Não há mal nenhum em ficar sozinha. Melhor isso que encarar relacionamentos abusivos e sufocantes. Principalmente se já temos filhos, aí o cuidado tem que ser redobrado.
  10. Não ofenda aquele que não correspondeu às suas expectativas. Outra pessoa atenderá. Outras pessoas podem estar observando o seu comportamento e você pode estar perdendo por ser rude.
  11. Não leve a vida tão a sério, saiba interpretar um tom de humor de um tom de seriedade.


Dito isso, é uma pena não poder colar o link das 3 postagens que fiz nos grupos. No total, até esse momento houve um engajamento de mais de 2.000 pessoas entre reações e comentários (positivos e negativos).

Neste vídeo do meu canal do YouTube, mostro e falo sobre o que aconteceu, algumas dicas de como devemos nos posicionar e principalmente como devemos nos comportar para não aceitarmos menos do que merecemos.

Veja o vídeo:

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

10 Dicas para Usar Apps de Namoro / Paquera sem Riscos

Postado em Atualizado em

Hoje nós vamos conversar sobre aplicativos de Paquera. Muitas pessoas acabam não usando com receio dos problemas de se encontrar com pessoas desconhecidas ou até mesmo vergonha de assumir que está usando.

Portanto, não deixe de compartilhar esse texto com todos os seus amigos e amigas solteiras, eles podem precisar (e muito!) destas dicas!

Solteira há quase 3 anos, com pouco tempo e não sou de balada, o uso do aplicativo foi a solução. Além disso, vejo no aplicativo uma oportunidade de conhecer quem normalmente não cruzaria no meu caminho. Pessoas completamente fora do meu Networking, mas, exatamente por isso, tornam as relações humanas mais interessantes.

Aqui no Blog já contei a saga das minhas aventuras com os crushes, em 4 partes até agora. Lógico que já tenho material para mais textos sobre essas experiências.

Vou gravar em breve um video no meu canal do you tube sobre as aventuras e os encontros mais cômicos do mundo. Assina para rir comigo!



Rir é sempre o melhor remédio.

Nestes 3 anos eu já entrei e saí algumas vezes dos Aplicativos de Paquera. Quando começo a namorar, quando encho a paciência, quando estou focada em outras atividades eu saio e fico um tempo fora. Aí quando não tenho nada melhor para fazer, acabo entrando de volta. Acaba sendo divertido ler os perfis. É cada figura!!!!!

Então, vamos deixar de enrolação e contar logo as 10 Dicas para usar os Apps de Namoro / Paquera / Relacionamento sem se lascar (muito!) rsrsrsrs. Desta forma, você vai desencalhar mais rápido e eu vou até ficar feliz por ajudar a ter mais beijos na boca no mundo! ❤


1) Não Crie expectativas!

Segundo o instituto Luluzinha de matemática estatística, você tem 1 chance em 1 milhão de encontrar o amor da sua vida no app de paquera.  Se temos 170 milhões de brasileiros, vc tem alguma chance, por menor que seja, digamos que a cada 170 encontros, 1 talvez seja o amor da sua vida. 

Eu AINDA não perdi a esperança, mas não crio expectativas deste encontro ocorrer dentro do app.  O bate papo pelo menos me mantém ocupada em dias que não tenho nada para fazer e me garante, inclusive, algumas risadas ao ler os perfis mais excêntricos…

2) Perfis.

Agora, de acordo com as pesquisas do Instituto Luluzinha de estudo sociológico e psicológico, somente 1 em cada 1000 perfis estará fora dos seguintes grupos: Suggars (Daddy, Babbies, Mommys, etc), Tarados, Casados, Psicopatas, Loucos, Carentes e Mal Resolvidos. Talvez eu ainda esteja sendo otimista com essa proporção de 1 em cada 1000…

3) Fotos 

Use fotos atuais.  Muito frustrante encontrar com o seu eu 15 anos mais velho e 50Kg mais gordo do que está na foto do perfil. Procure alguns ângulos diferentes, sério e sorrindo. De preferência sem óculos escuros. Se tiver foto de óculos, coloque fotos sem óculos. Não há nada que fale mais sobre a pessoa do que o olhar.

4) Não Fazer!

Evite fotos em grupos, é difícil identificar quem é você.

Não exponha fotos dos seus filhos.

Caras e Caretas, beijinho e bico de pato (Deixe isso para a Anita!).

Não exagere nas fotos clichês e nem coloque só fotos viajando.

Perfil sem foto, foto escura, foto que não mostra nada de você, foto distante, foto na pedra do teleférico, foto com a ex borrada, foto com a mãe, só foto de mergulho, ou de surf, sempre com o copo de cerveja do lado…

5) Tipos de fotos:

Roupas de banho, sunguinha branca nunca! – depende da intenção. Se quiser só sexo, ok. Tá com a foto certa!

Fotos de rosto visível . Fotos de corpo inteiro são muito bem vindas, desde que haja fotos de rosto clara.

6) Descrição de Perfil:

Use a descrição para falar um pouco de você, fale do que vc não gosta, cigarro, limitação de altura (se houver), se quer ou não sexo casual etc.

Seja engraçado e divertido (sem exageros), interessante sempre deixar algo para ser perguntado.  Normalmente eu coloco para se abster quem tem síndrome de mestre dos magos, que some sem avisar.  Esse é um gancho que eu dou para que pessoas interessantes iniciem o papo. Ja usei que sou aquela mulher dos seus sonhos.  Não sei o que estou fazendo aqui, me ajude a sair daqui. Esses gracejos são pins. Aproveite-os para iniciar conversas.

Descrições com erros de português são o que há de pior na face da terra! Absolutamente abominável!

Antigamente eu era contra posição política na descrição, nunca tive preconceito e aceitava os encontros com pessoas com posição contrária a minha. Hoje até prefiro que esteja escrito, já economizo o meu tempo. Realmente não consigo seguir a mesma lógica política, respeito, mas relacionamento não rola!

7) Conversas!

Seja criativo e saia do oi tudo bem fala de onde. Quando o indivíduo vem com esse clichê, já respondo: Falo de Marte!

Sério! A criatividade é tudo.

A maior parte das pessoas busca paz e alguém que as faça rir em um relacionamento. Relacionamentos com gargalhadas espontâneas são os mais duradouros. Por que não começar fazendo a pessoa rir. Você pode até não ser a pessoa mais linda da terra, mas se for interessante, será irresistível. Lembre-se disso!

8) Whatsapp:

Não peça ou dê o whatsapp sem que a conversa tenha evoluido. Bloquear é mais facil no app de paquera. Quando evolui para o celular, automatiocamente gera os contatos do instagram, facebook e etc. Existe também um fenômeno engraçado, os caras pedem o seu whatsapp e nunca mais falam. O seu celular vira um cemitério de contatos infrutíferos…

Eu dou meu whatsapp quando a conversa está fluindo e eu estou para marcar o encontro. Peço para a pessoa me adicionar, assim eu não preciso registrar o nome da criatura no meu celular. Só registro depois do encontro, como amigo ou como crush.

9) Cuidados para o Encontro

A conversa tá evoluindo.  Você a essa altura já está conversando via whatsapp e consegue stalkear nas redes sociais.  Olhe tds as redes sociais.  Veja se há consistência entre as histórias que a pessoa conta e o que posta, veja se tem amigos, se comentam e o que comentam. Se não tiver rede social, volta que é cilada! Não marque!!!!!

A pessoa tem que ter nem que seja linkedin.  Não confie em quem não tenha redes sociais, com certeza está fugindo ou se escondendo de algo!

10) O Encontro

Marque em locais públicos, onde qualquer necessidade você possa avisar ao garçom, ir no banheiro e pedir ajuda.

Deixe sempre um amigo avisado e com o telefone e fotos de quem vc vai se encontrar e onde será o encontro. Combine, se achar necessário um horário para essa pessoa te ligar e uma frase secreta para saber se está td bem.

Lembre-se: Se você não gostar da pessoa com quem você se encontrou, vc não é obrigado a absolutamente nada. Se ainda não tem certeza se gostou ou não da pessoa, marque um segundo ou terceiro encontro.

Para chegar aqui eu já me lasquei muito.

Já me encontrei com psicopata que ficou me seguindo. Já me encontrei por várias vezes com pessoas com fotos antigas. Teve um que foi absurdamente escroto, o cara era outra pessoa. Ele estava careca já (a foto tinha cabelos), com barriga de chopp (na foto ele estava com o corpo ok), com barba sem bigode, parecendo ator de filme pornô de quinta categoria. Era tão escrachado que ele levou uma rosa, presumo que para se desculpar.

Inventei que tinha trabalho para concluir e essa criatura me agarrou, tinha um bafo horrendo de cigarro. Foi uma experiência tão ruim que quase desisti. Mas, repensei em tudo que errei e comecei a acertar os gaps de segurança para não mais entrar numa fria completa.

Precisamos nos lembrar que apps de paquera não são absolutamente confiáveis. Você não sabe que pode estar atrás da telinha, cuidados são necessários. Mas, não deixo de viver.

Eu torço mesmo para conhecer alguém na “vida normal”. Enquanto o destino não resolve cruzar a minha rua na do amor da minha vida, vamos nos divertindo com os loucos e carentes dos apps de namoro.

Para quem quiser, essas dicas estão no meu canal do YouTube. E ainda conto outro caso que também me lasquei por não seguir os itens de segurança.

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Blog Luciana Telles também em Vídeo no YouTube

Postado em Atualizado em

✍️ Blogger (+1,5M de views)

🤪Louca

🖖 Nerdgirl

🐶 Doglover

✈️ Traveller

🐟 Pisciana

🧩 Coach de Vida, Carreira e Negócios!

👊 Foco, Força, Fé e Foda-se!

…Isso tudo aí sendo mãe e pai de 2 adolescentes, profissional, empreendedora, mulher e com um excelente senso de humor.

Já possuo este blog há alguns anos. Por insistência de meus leitores, vou iniciar o Projeto Youtube.

No canal do Youtube, seguindo a linha aqui do Blog, vamos falar de coaching, treinamento, humor, gestão, pessoas, carreira, negócios, vida, felicidade, atividades físicas, filhos, psicologia positiva, pnl, hipnose, desafios profissionais, depressão e ansiedade, marketing e operações de empresas e negócios, relacionamento, gratidão, empoderamento, dicas e truques para o dia a dia, amor e sucesso!

Se inscreva no canal, garanto um conteúdo com qualidade e boa dose de humor!

Hoje postei o primeiro vídeo com edição e pensado, roteirizado e já estruturado num processo de otimização necessário. Não perca!

Mãe e Filha: Perguntas Aleatórias

Nâo deixe de assinar o canal para acessar meu conteúdo em primeira mão.

Seguir Canal de Luciana Telles

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Como Fazer a Lista de Desejos para Ano Novo

Postado em Atualizado em

É comum no último dia do ano fazermos desejos de um ano vindouro com muita paz, prosperidade e amor.

É o momento em que renovamos nossas esperanças de encontrar aquela paz interior que tanto almejamos, encontrar o equilíbrio dos nossos sentimentos…

Eu particularmente uso esse dia para ficar bem introspectiva. Penso, analiso, vejo o que errei, ressignifico meus erros e projeto como devo ajusta-los para que não aconteçam mais.

O universo absorve todos os nossos desejos. Por incrível que pareça, normalmente a gente acaba passando a mensagem errada. Depois culpamos o universo, pobre coitado!

Não, a culpa é nossa!

Não sabemos pedir!

Peça direito! Peça com vontade! Peça com decisão! Sobre tudo! Sobre aquele emprego dos sonhos, sobre a saúde, sobre os filhos, sobre amor. Saiba pedir!

Quando eu peço para não ficar doente, eu to pedindo errado! Eu estou intensificando a energia da doença ao invés da saúde! Peça para ter saúde!

Quando peço para ter um bom trabalho. O que isso significa? Bom para quem, para o quê? Pode ser bom para construir relações de amizade, ser bom para aprendizado, ser bom até para fuder sua vida! Você não foi específico! Como o universo vai saber o que você quer, abestado!?

Quando definimos algo, uma meta, pense neste acrônimo:

M – mensurável

E – específica

T – temporal

A – alcançável

Mensurável – A meta precisa ter consistência, você deve ser capaz de reconhecer o momento que a alcançou. Por isso precisa ser mensurável. Qual é o indicador de ganho, de conquista desta meta? Quando você saberá que a alcançou?

Específica – A especificidade é necessária para que você não acabe levando gato por lebre.

– Eu quero um homem apaixonado por mim.

Aí aparece aquelas derrotas ciumentas, obsessivas, que não te deixam ir na esquina… ahhhhhh, mas o homem tá apaixonado! Foi o que eu pedi! Uma ova! Pediu errado!

Aumente esse sarrafo! Seja absolutamente específica do que queres! Se você não sabe o que te faz bem, quem saberá?

Temporal – Precisamos de tempo limite para uma atividade. Principalmente na determinação de uma meta, seja ela qual for. Vc precisa estabelecer um prazo. Se você não tiver atingido a meta no prazo estipulado, deve ser porque a meta foi mal dimensionada ou seus passos e planos para atingirem precisam ser revisitados e ajustados. O prazo é obrigatório para que não fiquemos toda a vida insistindo em algo que não vai rolar. Move on! Se foi, ótimo. Se não foi, ajuste a rota e bola para frente!

Alcançável – Criar expectativas irreais é burrice! É perda de tempo e não nos levará a canto nenhum. Desmotiva ao invés de se criar um engajamento.

Pense o seguinte: vc trabalha numa empresa e a diretoria estabelece uma meta surreal de vendas. Uma quantidade maior que a empresa é capaz de entregar, por exemplo. Ao invés de você se engajar e motivar para cair dentro, você vai fazer o que você sempre fez porque sabe que esforço adicional não adiantará.

Exploda a meta em objetivos menores, alcançáveis. Psicologicamente acaba também tendo um efeito bastante positivo, visto que pequenos êxitos consecutivos, trazem mais força e gana para se continuar a caminhada.

– Preciso perder 30 kg!

Diminua para 3 kg por mês por 10 meses, por exemplo. É mais tangível! Vai te dar força para continuar caminhando a medida que você começar a ver resultados alcançados!

Escreva!

Projete!

Consolide seus objetivos!

Não deixe ficar no campo do pensamento!

A partir do momento que você materializa o seu desejo, você tá dando força a ele! Você tá mostrando para o universo o quanto o quer!

Faça um projeto para o novo ano: papel e caneta. ✍️

Crie mural, bloco de notas no celular, painel de desejos no seu quarto, tarefas na agenda, post-it no espelho do banheiro… vale tudo!

🧩 Uma dica bacana para desenhar esse projeto é a técnica do 5w 2h:

What – o que é o seu projeto, objetivo;

Why – por que é importante, qual a razão de ser;

When – quando, prazo, datas;

Where – onde, em qual lugar;

Who – quem estará responsável, quem embarcará neste projeto, quem são os atores deste processo e quais papéis exercerão;

How – como será realizado, esmiuce os detalhes das ações, transforme o projeto em tarefas;

How much – quanto isso vai te custar, em dinheiro ou energia. Tem projetos que te consomem mais em energia do que em valores financeiros. Pense e análise se valem a pena por custo benefício!

Agora que você já sabe como é, papel e caneta na mão e só ação! 📝

Vai pedir um amor? ♥️

Pelo amor de Cristo, pense no que é melhor para você! Lembre-se que o amor próprio é o melhor amor que existe! Não se contente com pouco, com restos, com migalhas! Não se esqueça que você é e sempre será sua melhor companhia. Peça alguém que te faça ainda melhor! Nunca alguém para te diminuir! Não aceite menos do que você pode se dar sozinha!

É preguiçoso, ciumento, acomodado, chato, obsessivo, filhinho de mamãe, malandro, playboy, casado, galinha, louco, beberrão, moral duvidosa, teimoso ou qualquer coisa que difere das suas expectativas: VOLTA QUE É CILADA! ⛔️

Desejo…

Que você tenha a quem amar!

E quando estiver bem cansado,

Que exista amor para recomeçar! 🙏🏼

Ouse ir além! ✈️

Querer, poder, conseguir! 👊

E aí, gostou das dicas? ✅

Então me diz, o que você vai pedir para o Universo para 2020?

🍾 Feliz Ano Novo! Com projetos renovadores!

Abundância e Prosperidade sempre! 🙌🏻

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Solidão, me escute!

Postado em Atualizado em

Filhos crescem… os meus cresceram.

Hoje estou sentindo o peso da solidão.

Ok, é uma solidão que eu escolhi.

Minhas amigas sempre jogam na minha cara que minha lista de exigências me deixa sozinha.

Me pergunto inúmeras vezes até que ponto essa minha lista não existe para me resguardar, para eu não entrar numa fria. Gato escaldado morre de medo de água fria.

Criei uma pseudo-matriz de homem perfeito para entrar na minha vida. Não atingiu a pontuação, some! Ou melhor, eu sumo!

Véspera de ano novo, minha filha viajou e fiquei com as duas dogs em casa… só eu e elas… terceiro ano seguido que fico só!

Encontro do tinder marcado e eu não vou. Não quero! Não tô com paciência para me enganar!

Bateu deprê, confesso! Mas amanhã (talvez) esteja nova, ninguém pode saber que a toda poderosa aqui fraquejou, chorou, bebeu em vão para esquecer.

Aliás, para piorar, escolhi aquela playlist de cortar os pulsos. Me fiando nas minhas dogs para lamber minhas lágrimas, escondendo os vestígios da minha fragilidade temporária.

Auto Boicote?

Talvez!

Meus pensamentos a essa altura, depois de meia garrafa de martini, não raciocinam “racionalmente”. Se assim fosse, não estaria aqui desatando os nós da minha garganta escrevendo. Mas preciso. Preciso por para fora.

Meu peito tá sufocado!

Não consigo entender o porquê de muitas coisas…

Me vem uma enxurrada de pensamentos confusos, lembro do ano phodda que tive, de quantas e quantas vezes quis chorar e precisei estar forte para apoiar minha filha e suas dificuldades, lembro da minha amiga Patrícia, como desejaria estar falando com ela agora. Lembro que ano passado ela apareceu e me arrancou de casa dia 30 de dezembro, dormiu na minha casa para tentar me convencer de romper o ano com ela (em vão)… e esse ano ela não está mais aqui!!!!

O peso das minhas decisões está mais alto do que o que a minha balança do banheiro insiste em me pontuar e alertar que tem algo errado, que to descontando a ansiedade em Td que não posso… nem a sibutramina tá segurando.

Solidão de alma, solidão de coração, solidão física… solidão!

Solidão, me escute. A voz dos meus pensamentos grita demais na minha mente. Me traga a paz de uma voz tranquila, segura e que me faça bem.

Confesso: Eu estou em colapso.

Mas, amanhã a toda poderosa está nova. Pelo menos é assim que é para ser!

Ou não…


Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

As Respostas estão dentro de Você

Postado em Atualizado em

Dia desses assisti a um filme que contava a história de um jovem atleta, que tinha muitas ambições profissionais.  Ele treinava arduamente para ultrapassar seus limites físicos. Porém, seu caráter e forma de agir para com o próximo eram questionáveis.

Nas andanças da vida, ele conheceu uma pessoa que o incitou a buscar o desconhecido, o que ele não conseguia enxergar fisicamente.

Ele achava que tinha todas as respostas, mas não mudava suas perguntas. Não se questionava até onde suas convicções não eram crenças limitantes.

De repente, esse desconhecido começou a lhe questionar acerca de suas convicções, refez todas as perguntas, desafiou o competidor nato e o trouxe para uma realidade mais fortalecedora.

Um dia, o jovem sofreu um grave acidente que poderia afastá-lo das competições para o resto da vida.

Porém, o começo do exercício de fortalecimento da alma iniciado anteriormente, tirando o jovem da sua zona de conforto, foi determinante para que as perguntas novas fizessem mais sentido para a construção do seu novo “túnel” do autoconhecimento.

Analisa-se a tríade das forças naturais:
1) Paradoxo – a vida é e será sempre um mistério. Não tente entendê-la
2) Humor – mantenha seu senso de humor, na tristeza nada se cria.
3) Mudança – independente de qualquer coisa, nada permanece imutável.

Muitas vezes fazemos perguntas rasas para nós. Perguntas superficiais geram resposta superficiais. Precisamos constantemente nos desafiar com perguntas MELHORES, mais profundas e inquisitivas, para que possamos alcançar níveis mais extraordinários de autoconhecimento e autodesenvolvimento.

Outra questão importante, é quanto às perguntas que deixamos que os outros respondam por nós. Ouvir os outros é deixar as respostas das perguntas por conta de outra pessoa que não sabe integralmente da sua história e pode responder de forma incompleta e antagônica às suas necessidades. Nossa intuição é o nosso melhor amigo. Ela tem as melhores perguntas e as respostas mais assertivas que precisamos para caminhar, pois lá estão os nossos anseios mais íntimos.

Deixar a responsabilidade para o outro é, talvez, desistir de si. Qual a chance do outro ser tão fiel a você quanto você mesmo?

Carregamos, por vezes, fardos mais pesados que o necessário, já que não sabemos a hora certa de abrirmos mão do que não precisamos mais. Nossas mãos, com isso, podem estar muito cheias e sem a possibilidade de segurar os presentes enviados pela vida, que realmente fariam diferença para nossa felicidade. O que não nos serve, deve ser deixado para trás. Isso deixará nossas mãos livres e nossos olhos prontos para enxergar o novo. Sempre terá coisas acontecendo ao nosso redor. Se não estamos atentos, deixamos que oportunidades passem por nós sem que as aproveitemos. Muitas destas oportunidades podem ser grandes chances da nossa vida, aquela que esperamos a vida toda para vivenciar.

Devemos viver a plenitude de cada momento, aproveitar o máximo de cada presente do tempo e extrair dele o melhor através da integralidade dos nossos sentimentos.

Muitas pessoas passam a vida achando que encontrarão a felicidade em um dado momento da sua vida, no futuro. Com isso, deixam de viver plenamente o presente.

Se engana, porém quem acha que a felicidade é o destino, a felicidade está na jornada, por isso a necessidade de estarmos com o peito aberto aos presentes diários, às oportunidades de vermos e sentirmos tudo que está ao nosso redor.

Mente sã, corpo são. Não adianta crer que podemos caminhar com essas duas forças dissociadas. Isso nos limita e impede nosso crescimento. Conjugar essas duas forças, além de nos colocar em equilíbrio, nos possibilita ousar e ir muito mais além.

Porém, há quem diga que para arrumar a casa, é necessário tirar tudo do lugar. Sim, muitas vezes precisamos enlouquecer para recuperar nossa sanidade de forma integral e definitiva.

Doar antes de receber, perdoar antes de ser perdoado, servir antes de ser servido…

Essas ações são edificantes e nos abrem para boas energias de ação. O conhecimento não é sabedoria, sabedoria é agir! Se agimos, o mundo reage na mesma força e em sentido contrário.

O dar antes de receber é entregar ao Universo o presente antecipado pelo seu sucesso.

O perdão é como uma espada que corta as amarras que nos prendem no passado, que nos impede de seguir.

Servir nos faz crescer, servir é uma arte. A humildade faz parte da construção de seres humanos mais completos: receptivos, doadores e agregadores.

Não devemos desistir daquilo que amamos e sim amarmos tudo aquilo que fazemos, conquistamos e temos. O amor está em doação.

Quem mais precisa de amor é quem mais tem dificuldade de amar, por simplesmente não amar as oportunidades, os presentes que lhe são dados durante sua jornada, sua vida.

O que é o certo? Quem tem razão? O certo e o errado são as suas convicções para consigo. Nunca estaremos nem mais certos e nem mais errados que os outros se seguirmos nossas convicções, nossa intuição sempre trará as melhores perguntas e nós teremos as respostas mais assertivas para essas novas perguntas. O nosso jeito é o jeito certo!

Desafie-se sempre a ir mais além.

Ouse ir além… sempre!

 


Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!