Postado em Atualizado em

Há alguns anos decidi que não mais seguiria nenhuma religião. Entendi que a religião me limitaria, enquanto a fé me expande!

A fé me dá a oportunidade para que eu possa juntar conceitos, textos, doutrinas e pensamentos de diversas visões, até o ponto que façam sentido para mim.

Frequentei Catolicismo, Messiânica, Umbanda, Candomblé e Kardecismo durante alguns anos da minha vida, normalmente em todos ou mais de um, de uma só vez.

Nunca encontrava as minhas respostas num só lugar e com um só dogma.

Hoje entendo que um pouco de tudo faz sentido para mim. E encontrei um Deus vivo dentro de mim!

Há 2 anos, fui num lugar que reafirmou tudo o que pensava e me fez aumentar exponencialmente minha energia espiritual: o Vaticano. Não é limitado a religião e sim movido da fé dos que ali estão!

Recentemente, devido a todos os problemas que venho vivenciando, fui levada a pensar que precisaria renegar tudo que vivi, minhas experiências espirídicas e de fé.

Fiquei meditando acerca do tema.

Aceitar Jesus não significa renegar tudo.

Então, passando aleatoriamente pelo Instagram, o Padre Fábio de Mello, de quem amo ler os textos, estava iniciando uma Live.

A Live justamente falava sobre as diversas moradas de Deus.

Eu posso amar Jesus sobre todas as coisas, mas posso crer nos anjos, Santos, energias e no que mais fizer sentido para mim.

Sou devota de Cristo, de muitos Santos, de Orixás e de Mestres Espirituais, tudo o que traz a minha verdade espiritual.

Sempre deixo claro que não tenho uma religião. Minha fé é Deus e faço o pot-pourri do que faz sentido para mim.

Do Catolicismo, minha primeira base, trouxe meu nome (Luciana de FÁTIMA), de uma promessa da minha mãe.

Além de Nossa Senhora de Fátima, trago alguns Santos de devoção, cujas energias fazem sentido para mim e recorro em oração quando necessito de uma ajuda de um “especialista”. Entre eles, São Jorge, guerreiro das minhas demandas…

Na sua representação visual, o cavalo que Jorge monta é como nossa fé, nos leva onde quisermos ir. O dragão derrotado com sua espada representa todos os problemas, todas as demandas que temos. Se temos Deus conosco, quem poderá contra nós?

Imagino muito a espiritualidade como uma grande empresa de sucesso.

O grande CEO, presidente e conselheiro principal sempre será Jesus, Oxalá, Jeová, ou seja com que nome seja chamado. Ele é o cara!

Mas, como em qualquer empresa, temos os diretores executivos estatutários, os Orixás ou Santos, os mais evoluídos espiritualmente. Cada um cuida de um guarda-chuva.

Abaixo deles as caixas específicas até chegarmos nas entidades trabalhadoras e nos anjos guardiões, que cuidam do operacional.

O fato de eu pedir para meu gerente comercial uma ajuda para vender um contrato, não significa que a ajuda do CEO não seja bem-vinda. Eu posso recorrer a ele quando for mais urgente e com uma necessidade de uma alçada maior!

Sou cristã, sou espírita, sou esotérica, sou grata e tenho fé!

A fé me expande!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s