sozinha

Sem Criatividade para Título

Postado em Atualizado em

Estou há algumas semanas para escrever algo. Muitas ideias soltas e nenhuma concentração. A verdade é que minha vida parece que entrou numa máquina de lavar nos últimos 3 meses. Tenho clareza e certeza que é para meu crescimento e tenho gratidão por isso, estou passando em todas as provas sem perder a calma nem a razão.

Com certeza minha briga é com o meu foco. São tantas as distrações (problemas no dicionário do realista/pessimista), que muitas vezes os dias passam e simplesmente eu não escrevi. Normalmente eu conto mentiras para mim para que eu me convença a que ok, eu não escrevi pq não tinha um título para começar. Eu não consigo começar a escrever sem título. Hj só para contrariar não tenho tema, estou escrevendo aleatoriamente o que me vem à cabeça e o título ainda está em branco simplesmente para me forçar a escrever.

Uma das coisas mais graves que me aconteceu nestes 3 meses é estar lidando com a depressão grave de minha filha de 15 anos. Simplesmente ela abriu mão da rotina dela e troca o dia pela noite. Eu me viro entre trabalho e assistência a ela, entre zilhões de outras coisas acontecendo Td junto na minha vida e ainda não consegui um clone de mim.

Reclamar? Vou não! Deus nunca dá um fardo maior que a gente possa carregar. Se tá comigo, eu “guentu”.

Sinto falta de tantas coisas… mas tenho recebido tantos outros presentes, que me sinto grata por tudo que algumas pessoas estão fazendo por mim, se preocupando comigo e zelando por mim. Me faz me sentir acolhida e muito amada.

Talvez hoje eu tenha precisado escrever para desabafar um pouco, talvez para externalizar que realmente sou grata pq sinto que, apesar do problema da minha filha, isso nos uniu mais ainda, estou mais presente com ela e ela também mais presente em casa. Estamos nos abraçando mais e dizendo o quanto nos amamos.

Ainda me preocupa muito o estado dela, queria que ela voltasse a ter uma vida normal, mas sei que o pior já passou. Com certeza já passou! Aguentar isso tudo sozinha me fez mais forte ainda!

Hoje estou especialmente cansada, mentalmente e fisicamente cansada. Não deveria! Não fiz absolutamente nada ontem, domingo, a não ser morcegar o dia todo. Não sei, acho que a energia baixou um pouco. Não tá fácil. Mas vou vencer mais essa batalha!

Eu quero, eu posso, eu consigo! Sempre!!!!

Ah, vou pensar no título…

prometo que vou perder a preguiça e escrever os textos que já estão na minha mente!

*******************************************************************************************************************

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Para doar R$ 5,00

Para doar R$ 10,00

Para doar R$ 25,00

Para doar R$ 50,00

Para Doar R$ 100,00

Anúncios

A Percepção da Solidão

Postado em Atualizado em

O que é estar só para você?

É estar em casa, sem ter com quem conversar, sem ter com quem sair, ou namorar?

Se você está nessa situação, talvez você precise ressignificar sua vida.

Há bem pouco tempo, eu acreditava que estava só. Me sentia perdida e sem rumo. Cheguei a me desesperar, chorar por diversas noites e pensei em me entregar.

Não via sentido na vida. Eu separada depois de dois casamentos longos, 2 grandes decepções amorosas, filhos crescidos, com suas vidas e suas prioridades e amigos (também já fui jovem e não faria diferente!). De repente, não mais que de repente, parafraseando Renato Russo…

…quando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo…

Estar / se sentir só é muito triste e até mesmo enlouquecedor. Concordo com isso! Mas será que estamos realmente sós????

Aí que está a chave da questão.

Eu não estava só!

Eu simplesmente não gostava da companhia que eu tinha naquele momento: eu mesma!

Depositava no outro a obrigação de me acolher e me fazer feliz! Ledo engano!

Estar/se sentir é bem comumente sentido até mesmo em casamentos. Em casas cheias de gente, em grupos grandes de amigos. Enfim, em qualquer lugar.

O estar/se sentir só é absolutamente um estado de espírito (ruim) que deve ser transmutado.

A grande pergunta é como!?

Cada um tem sua forma de reagir. O essencial é QUERER!

Ressignificar a vida é muito mais fácil do que parece. A vida pode ser muito mais leve e agradável do que pensamos.

Fazer o que lhe parece ruim e transformar em bom, em construtivo e edificante, é um caminho contínuo a ser percorrido.

Pode parecer infantil, mas uma das ferramentas que eu usei na minha ressignificação foi um, ou melhor, dois livros que eu li na minha adolescência e um que li recentemente (Pollyanna, Pollyanna Moça e A Sútil Arte de se ligar o Foda-se, respectivamente).

Hoje me sinto bem e feliz ao estar comigo mesmo, eu me tornei minha melhor companhia.

Esse ciclo virtuoso faz com que as pessoas se aproximem e consequentemente a sensação de solidão vai desaparecer ou por você estar feliz consigo, ou por atrair pessoas que serão irradiadas pela sua luz!

Como disse anteriormente, cada um tem que fazer uso das suas próprias ferramentas no processo diário da ressignificância, mas ajuda a observância de algumas dicas, que exército absolutamente todos os dias:

  1. Abstenha-se de más notícias, más energias e tristezas;
  2. Se descubra, se ame. Descubra o que te alegra e o que te faz bem;
  3. Faça mais por você do que por qualquer outra pessoa, estou falando inclusive de filhos e parentes;
  4. Tenha um tempo só seu;
  5. Invista no que gosta de fazer, seja esse investimento em dinheiro ou tempo;
  6. Viaje, saia da rotina, veja o mundo;
  7. Faça programas sozinho. Comece com cinemas, almoços de domingo e passeios;
  8. Curta pequenas coisas;
  9. Se você não tiver algo de bom a acrescentar, não fale nada;
  10. Ouça! Deus nos fez com 2 orelhas e uma única boca para que entendêssemos nas suas mensagens subliminares que devemos ouvir pelo menos o dobro de falar;
  11. Não sinta pena de você!
  12. Não fale de suas frustrações ou histórias de vida tristes, se orgulhe de suas vitórias!
  13. Tudo o que você viveu, de bom ou de ruim, fizeram de você o que és hoje. Foi seu alicerce de vida!
  14. Seja sempre grato! Aprendemos diariamente, até com quem nos faz “mal”;
  15. Perdoe sempre e libere seu coração das amarras que te seguram no seu passado;
  16. Acostume-se e curta o silêncio e a introspecção. Hoje sei que nesses momentos descobrimos o melhor de nós!
  17. Independentemente de religião, fé ou ateísmo, você é o seu Deus. Aquele que inquestionavelmente existe!
  18. A única vida que podemos viver é o presente, que como o próprio nome diz, é um presente do universo para nós.
  19. O passado não dá para mudar. Se não restaram boas e saudáveis memórias, encare como aprendizado e siga em frente;
  20. O futuro depende das nossas atitudes de hoje, do presente. Se não usarmos a dádiva que nos é dada todos os dias de fazer a cada dia um melhor presente, o que poderemos esperar do nosso futuro?
  21. Lembre-se que se você não se amar, ninguém o fará mais que você!

Ressignifique a vida, ressignifique você, suas prioridades e suas paixões.

Reverta toda e qualquer energia e pensamentos negativos e acredite que você é PHODDA… Tenha certeza! E você assim será!

Eu acredito! E você????

*******************************************************************************************************************

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Para doar R$ 5,00

Para doar R$ 10,00

Para doar R$ 25,00

Para doar R$ 50,00

Para Doar R$ 100,00

O Poder da Gratidão

Postado em Atualizado em

Vou direto ao assunto: seja grato e o mundo girará num sentido tão positivo, que será um grande ciclo virtuoso de sucesso! Creia!

Como já falei algumas vezes, meu ano de 2018 foi um ano de absoluta provação para mim.

Nos últimos dias do ano, porém, resolvi adotar uma postura muito mais meditativa de gratidão.

Passei tanto Natal como Ano Novo em casa sozinha com minhas dogs, apesar de alguns convites para shows e festas.

Não queria! Definitivamente precisava mudar minha energia e me preparar para 2019. Acredito muito no sucesso que esse ano trará. Assim, agradeci muito durante esses dias de interiorização.

Ao contrário do Réveillon do ano passado, não me senti absolutamente só! E olha que ano passado eu estava namorando, ele ficou comigo no Natal, mas ficou com os filhos no Ano Novo.

Hoje percebo que eu vivia uma relação muito insalubre. Consegui perceber sem dúvidas nestes dias. Estava acompanhada, loucamente apaixonada, mas com uma relação que estava acabando com a minha cabeça.

Fez parte da minha gratidão, o quanto que amadureci, aprendi e cresci com meus erros, frustrações e provações durante todo 2018. O que não nos mata, nos torna bemmmmm mais fortes.

Consegui analisar, item por item, o que poderia melhorar em mim para que eu tivesse um 2019 absolutamente diferente de 2018.

Primeira coisa que me veio à cabeça é a citação que eu gosto muito (já falei sobre ela em uns 2 textos aqui do blog), do filme Como Treinar seu Dragão I:

Se você tiver tentado todo o possível e, mesmo assim, não tiver atingido seus objetivos, parta para atitudes insanas (ou que pareçam insanas).

Na verdade, parta para atitudes inesperadas, surpreendentes, inovadoras, loucas!

Dia 2 de janeiro me matriculei numa pós. Primeira ação para as minhas resoluções de 2019. Voltar a estudar! A quarta pós!

Dia 4 iniciei o processo de depilação a laser. Pode parecer bobagem, mas sempre morri de medo de sentir dor. Por mais simples que seja, foi uma saída aguda da minha zona de conforto.

Dia 7 me mudei. Não estava feliz no Méier. Tinha me mudado para lá em novembro de 2017, com a expectativa de organizar financeiramente minha vida e encontrar rápido minha cara metade para juntos decidirmos para onde iríamos.

Presente que ganhei da minha chefe, como ela está me vendo ultimamente.

Mas, depois que meu filho mais velho parou de morar comigo (não posso mentir, ainda não superei completamente isso!), meus custos reduziram um pouco, pois pude dispensar a menina que trabalhava lá em casa de segunda a sexta. Pude viajar para a Europa em outubro e pude pensar em me mudar para um apartamento de 2 quartos, ao invés de 3.

Percebi também, que eu não preciso de ninguém para me ajudar a decidir para onde vou. Sou dona de mim. E me sinto cada dia mais “plena”, para citar a palavra de empoderamento da moda.

Decidi voltar para a Tijuca, lugar de onde saí quando me separei e que tinha gostado muito de morar pela facilidade e comodidade do local: metrô, comércio, proximidade do trabalho, fácil de chegar e sair e Td o mais que a Tijuca tem.

Em apenas 4 dias, a casa estava completamente arrumada. Tive ajuda de 2 amigas, da minha filha e da minha tia em situações distintas. Mas segurei o rojão firme e forte a maior parte do tempo sozinha e super de boa com isso.

Foi uma semana cansativa. Mas, já no dia 12, sexta feira, começou minha segunda resolução. Tentar fazer o máximo de amigos e conhecer lugares que nunca fui.

No dia 22 e 29 de dezembro, fizemos, junto com um amigo que mora nos EUA e que se formou um ano antes de mim no CPII (Colegio Pedro II, tradicional colégio federal do RJ, que tive o prazer e orgulho de estudar de 88 a 94), uma festa de reencontro e um churrasco de enterro dos ossos na semana seguinte. Juntei meus amigos com os dele. Fizemos um grande grupo ativo no WhatsApp, com conversas diárias e sem palhaçadas. Onde opiniões divergentes são bem-vindas, já que no nosso colégio, aprendemos a argumentar sem necessariamente brigar. Brigar mesmo só com os boina vermelhas (alunos do Colégio Militar) e com os verdinhos (alunos do Colégio Brasileiro, do lado da unidade de São Cristóvão do CPII). Esses apanhavam mesmo. Coitados!!!!

Encontro CPII São Cristóvão (formandos 93 a 95)
Enterro dos ossos do Encontro CPII SC (93/94/95)

Neste grupo há 5 músicos. No dia 12, um deles tocaria na Ladeira da Gloria, num evento de Jazz.

Fui! Bebi vinho, conversei, ri, me diverti muito. Primeira do ano em grande estilo. Que lugar legal! Que energia incrível!

Ladeira da Gloria

Na segunda-feira, dia 15, veio o convite para encontrar uma outra parte do grupo em comemoração ao aniversário de uma amiga que reencontrei depois de quase 30 anos.

Samba do Trabalhador – Clube Renascença

Outro lugar que não conhecia! Morria de vontade, mas nunca fui: Samba do trabalhador, no Clube renascença!

Logo eu, que não nasci no samba, mas o samba nasceu em mim… rsrsrs

Não preciso dizer o quanto amei! Também me diverti muito! Acaba bem cedo, por ser às segundas. Às 22:15 já estava em casa. Absolutamente feliz!

Quinta, dia 18, mais um lugar que não conhecia. Mais um lugar que amei. Jack Daniel’s na lagoa. Só gente bonita! Amo rock e a seleção musical estava primorosa.

Jack Daniel’s na Lagoa

Sexta, dia 19, mais outro lugar nunca antes visitado. Detalhe que só tinha dormido 2:30h pq chegamos do JD quase 3 da manhã para levantar às 6, dia de trabalho!

Fui conhecer a Blue Note. Através de um convite do colega que ia se apresentar num show de Tributo ao Milton Nascimento. Efusiante! Sem palavras!

Blue Note RJ

Hj, sábado, to aqui escrevendo esse texto antes de começar meu dia. Hoje tenho minha personal macumbator anual para jogar e olhar o meu mapa astral para 2019.

Realmente comecei meu 2019 com outra energia. Grata! Feliz! Realizada! Contabilizando presentes diários na minha vida.

Tudo, creio eu, como resultado do processo iniciado por mim sendo grata por tudo que aconteceu comigo em 2018.

A ansiedade de encontrar alguém que me complete passou. Entendi que eu me basto. Eu sou a minha melhor companhia e serei um presente para quem eu amar. Não posso e jamais vou querer ser (novamente) guindaste, para carregar peso morto.

O ano mal começou, hoje é o vigésimo dia do ano, já estou sendo grata a tantas e tantas coisas maravilhosas que estão acontecendo!

Simbora ser feliz?

♥️Mude e o mundo mudará junto com você!♥️

*******************************************************************************************************************

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Para doar R$ 5,00

Para doar R$ 10,00

Para doar R$ 25,00

Para doar R$ 50,00

Para Doar R$ 100,00

Phoenix

Postado em Atualizado em

Então, que ano!

Há um ano e 1 mês eu me separava e começava a me preparar para grandes mudanças.

A primeira foi de endereço, eu até achei que encarar uma mudança sozinha com obras seria a coisa mais forte que eu encararia, mas tava enganada.

Logo pensei, 2 casamentos longos, eu agora vou pegar geral. Hahahahahaha … logo eu, que não pego nem resfriado!

Mas, as coisas acontecem né…

Em dezembro me apaixonei, foi uma paixão arrebatadora! Já falávamos de lua de mel em Paris e quem sabe Roma.

Então não deu certo, me acabei, me destrui por dentro, principalmente pq o término foi uma fria mensagem de WhatsApp.

Um mês depois, recebi um email com a promoção de viagem. Curiosamente Roma e Paris. Estava com minha amiga e falei para ela que se tivesse coragem, ia sozinha para provar para mim que eu consigo ser feliz sozinha.

Ela me disse: por que vc precisa ir sozinha?

Quem precisa de amor quando se tem amigos de verdade?????

Compramos por impulso!

Era fevereiro e passamos o resto do ano esperando a confirmação de data (sabíamos que seria entre em setembro e outubro).

Estou depositando tanta coisa nessa viagem que às vezes fico até com medo.

Quero voltar reciclada! Preciso!!!!

Quero voltar a me apaixonar, a acreditar no amor. Só que de uma forma mais forte.

Foram tantas provações esse ano, que agora tenho certeza que posso absolutamente ser feliz sozinha. Mas realmente não quero isso! Tenho desejo de fazer alguém feliz com a minha felicidade! E vou!!!!

Mas antes preciso fechar esse ciclo, enterrar de vez esse sentimento de dentro de mim.

Hoje, dia 02/10/2018 estou embarcando para encerrar de vez esse ciclo.

Escolhi o look de viagem com um propósito: flamingos!

Os orientais acreditam que o flamingo era a ave Phoenix antes de ser queimada para renascer das cinzas.

É como me sinto:

Irei flamingo e retornarei Phoenix!

E se alguém por mim perguntar

Diga que eu só vou voltar,

Quando eu me encontrar,

Quando eu me encontrar…

*******************************************************************************************************************

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Para doar R$ 5,00

Para doar R$ 10,00

Para doar R$ 25,00

Para doar R$ 50,00

Para Doar R$ 100,00

Como Ser Solteira

Postado em Atualizado em

Depois de pouco mais de 6 meses de solteirice, posso responder a pergunta sem titubear:

E ai, tá gostando?

NÃO!  Definitivamente não!  Mas, e daí?  Quem se importa?

Certas coisas eu já aprendi.  Tinder, Happn e afins só tem gente doida!  Encontrar alguém lá para a vida é igual a ganhar na loteria.  Valha-me! Tem sido cada história!!!  Qualquer dia posto por aqui algumas experiências bizarras, já até comecei a escrever…

Mas, como sou brasileira e não desisto nunca, ainda acredito no amor.  (ok, também sou pisciana e isso ajuda a construção desta ilusão romântica!).

Algumas coisas estou feliz, pois evolui.  Aprendi que não dependo de ninguém, nem financeira, muito menos emocionalmente.  Consigo viver só! (menos quando aparece uma barata voadora ou o chuveiro elétrico pifa).  Mas, de resto, estou indo SUPERRRRRRR bem.  Me mudei, tratei de pedreiro com apartamento em obra, acertei a mudança, arrumei td, bati o carro e consertei (eu não dirijo mal, só estava agoniada com as coisas na minha cabeça – só para deixar claro!), dei conta de todos os obstáculos sozinha e cá estou eu!  Muito mais cheia de histórias para contar.

É uma evolução diária, tem dias que tenho recaídas (não vou mentir!), mas pouco a pouco vou aprendendo a controlar os meus gatilhos de infelicidade e ajustar minhas expectativas para que as frustrações não sejam superiores a minha vontade de RENASCER.

Uma coisa muito importante que fiz neste processo, com certeza foi minha tatuagem do FODA-SE.  Escrever foda-se nas minhas costelas representa muito para mim.  A cada decepção, a cada expectativa frustrada, o foda-se ressurge como uma mão orientadora de fé e ajusta minha rota.

Recuperei minha religiosidade também.  Consegui voltar a frequentar minha fé, com persistência e resiliência para ir mesmo nos dias que me dá preguiça, que estou cansada ou que tenho um possível blind date oriundo do aplicativo.  Comecei a colocar o compromisso espiritual como prioridade e tenho me sentido mais forte para enfrentar meus desafios pessoais.

Não está sendo fácil!  Não é só a música da Cátia Cega!  Com certeza o mantra do Foda-se grita mais alto que meu cérebro tentando me auto-boicotar.

Cara, desculpa a modéstia, mas sou bonita, inteligente, super em forma, sei cuidar direitinho das pessoas que estão a minha volta, super legal, divertida, animada, independente…  Na boa, quem ta perdendo isso é um babaca rsrsrsrsrs

E sabe o que eu tenho para dizer sobre isso:  FODA-SE ele! ou eles.

Aprendi que preciso me amar antes de mais nada, nem sempre é fácil.  Principalmente quando acordo com uma espinha horrenda no meio da minha cara, mas passo uma base (reboco) e pronto!  O amor por mim retorna!  E viva a Mary Kay!

Malho pelo menos 3 vezes por semana, isso me ajuda a manter minha autoestima em alta, meu corpo sarado e minha mente oxigenada.  Além de combater a lei da gravidade.  Malho em casa mesmo, coloco minhas músicas, canto, danço e faço a minha festa e ninguém tem nada a ver com isso.  Aos sábados ainda vou numa academia de dança para aprender a dançar coladinho.  Tenho um péssimo habito de querer conduzir tudo na minha vida, na dança de salão estou aprendendo a ceder a condução ao parceiro.  Nem sempre é fácil!  Me tornar mais flexível é parte de um processo de melhoria dos meus pontos a desenvolver.  Sim, além de tudo o que eu citei de minhas qualidades fantásticas, conheço exatamente os meus defeitos e não sou nem um pouco apegada a eles.  Faço minhas ginásticas para neutralizá-los.

Saio para todos os lugares que tenho a oportunidade de ir.  Me chamou eu vou.  Não me chamou, eu vou mesmo assim.  Aprendi até a ir para o cinema sozinha!   E digo que é até legal!

Coloquei como meta ir a todos os shows que eu puder ir.  Até porque, nos aplicativos todos os solteiros bonitinhos têm fotos no Rock in Rio e eu estava em casa curtindo a fossa.  Aprendi que nesses shows a vida pode acontecer e se não, pelo menos eu canto, danço e me divirto.

Saio com amigas, mesmo durante a semana depois do trabalho.  Sou livre para fazer o que eu quiser.  Meus filhos já estão grandes, outra vantagem para mim.  Tenho companhias quando queremos (eles e eu) e não tenho quem me prenda quando preciso.

Viagens marcadas, inclusive para a realização de um sonho de criança.  Sim. Vou conhecer gente e lugares diferentes.  Vou viver!

Cursos e trabalho com foco de melhoria contínua… Sempre!

Sim! Eu estou aprendendo a ser solteira.  Não que eu queira isso para a minha vida.  Não quero, não gosto, não curto não ter alguém com quem dividir sonhos.  Mas, enquanto esse alguém não vem, vou fazendo dos meus dias diversão.  Até porque não quero qualquer um, quero alguém que some, que seja cúmplice de verdade e que tenha sonhos que complementem aos meus.  Não estou querendo demais.  Eu sei o que eu quero e isso é uma grande virtude.  Viver de aventuras, só se for com quem eu realmente amo.  Ou então prefiro me aventurar sozinha mesmo.

Ah!  E nunca, jamais, de forma alguma corra atrás de quem não te quer!  Ele sabe o que está perdendo!  Então, se não te quer, FODA-SE!  Se quiser, saberá onde te encontrar e te reconquistará.  Tem um mundo de gente para ser descoberto aí fora.  “O amor pode estar do seu lado!”  Uma hora aparece!

E vamos ao resumo das dicas da Luluzinha para ser uma solteira feliz e sem noias:

1) Redescubra a sua fé
2) Malhe para oxigenar o cérebro e melhorar a autoestima
3) Dance, dance muito.  Cante, espante todo os pensamentos negativos com muita alegria
4) Saia bastante, tenha sua agenda lotada de coisas para fazer.  Se ocupe!
5) Meta a cabeça nos estudos e no trabalho (mas com moderação rsrsrs)
6) Marque aquela viagem dos seus sonhos.  Conheça gente e lugares diferentes
7) Seja plena (ou pleno) absolutamente todos os dias, quando você menos esperar, o amor acontece!  (Tenho fé!)
8) A sua felicidade não está em outra pessoa além de você mesmo.  Não busque alguém para te fazer feliz e sim para que sejam MAIS felizes juntos.

*******************************************************************************************************************

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Para doar R$ 5,00

Para doar R$ 10,00

Para doar R$ 25,00

Para doar R$ 50,00

Para Doar R$ 100,00