Pílulas de Gestão 6

Postado em Atualizado em

O número de mulheres independentes aumenta a cada dia.

Mas, sempre teremos fragilidade.

Já ouvi várias e várias vezes que não sou mulher de se namorar pq sou independente demais e isso assusta. Até onde estou sendo tão rígida e inflexível?

Esta semana não está sendo fácil. O universo está testando todas as minhas fragilidades, vulnerabilidades, e (talvez, por que não assumir) carências.

Desde um pouco antes do fim do meu segundo casamento, tenho sido um trator numa lavoura. Sempre dando conta de tudo. Coração de pedra! Apetite de leão! Ai que mora o perigo! Não sou mulher maravilha!

Independência não significa que não posso pedir ajuda. Que não vou precisar de colo.

Por mais PNL, auto-hipnose e tudo o mais que eu possa dominar, sou humana. Não super-humana!

Daí o copo transbordou, furei os dois pneus e precisei de ajuda.

A quem recorrer?

Aconteceu de Td: medo, desespero, dúvidas, pânico, impaciência (estava indo para uma reunião quando aconteceu e tinha compromissos até às 16h).

Fiquei por mais de 50 min parada, esperando um guincho, sozinha na entrada de uma favela, logo depois de uma curva entre as duas galerias do Rebouças. Pior, quando o meu guincho particular chegou para me tirar daquele perigo, apareceu um filho da puta da concessionária para não deixar. Até então eu estava sozinha. Demorou mais 20 minutos para chegar a porra do guincho deles.

Por muita empatia, o meu guincho me esperou por todo esse tempo na área reservada e levou meu carro até uma das garagens que eu trabalho. Fui para a reunião, depois resolvia…

Mas, e aí quem poderia me ajudar com 2 pneus furados? Como poderia resolver isso? E o RJ estava começando com um daqueles temporais!!!

E apareceu! Um supervisor da empresa que eu trabalho, pegou chuva, se sujou, ficou até quase às 20h para me ajudar.

A gratidão invade meu peito e principalmente a certeza de que preciso realmente me flexibilizar.

Foram 2 anjos num só dia. O motorista do meu guincho e o supervisor da minha empresa que ficou até bem depois do horário procurando borracheiro e trocando pneu para eu poder voltar para casa.

Não há mal nenhum em ter dias que eu não dê conta de tudo!

Eu preciso me permitir!

Gratidão, Gratidão, Gratidão!

Siga-me nas Minhas Redes Sociais e Acompanhe Meu Conteúdo

Siga-me no Facebook
Siga-me no Linkedin
Siga-me no YouTube
Siga-me no Twitter
Siga-me no Instagram

Contribua com Nosso Blog

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s