Sonhe Sempre

Postado em Atualizado em

Quando somos crianças, temos muitos sonhos. Quantos deles são sonhos efêmeros e mutantes e quantos são carregados dentro de nós como frustrações não vividas, não realizados?

Lembremos de nós aos 8 anos. Tínhamos sonhos, decepções, amigos, inimigos, família, perdas. É a idade do por quê e, quando, provavelmente, muitos temos perdas relevantes de pessoas queridas, que podem afetar para sempre o curso da nossa vida.

Lembro que aos 8/9 anos tive a maior perda da minha vida, que até hoje influencia na minha vida. Meu avô, quando morreu, me deixou marcas profundas. Perdi boa parte da visão por praticamente um ano e ainda fiquei com sequelas visuais para sempre com problemas de convergência focal, que vez por outra me faz procurar o oftalmologista para ajustes.

Visitar o nosso eu do passado, permite reexaminar o que deixamos para trás e que era deveras importante para nós.

Em 2018, realizei um sonho de adolescência porque visitei o passado. Precisava fazer uma visita dentro de mim e me reencontrar comigo. Lembrei que amava as obras de Michelangelo desde minha adolescência, quando ganhei do meu tio-avô uma coleção de enciclopédia de obras de arte e me descobri amante do Renascimento. Fui para Roma e foi a decisão mais acertada dos últimos anos da minha vida. Voltei reciclada, feliz, realizada e cheia de planos e sonhos. Realmente resetou minha vida ter realizado um sonho de adolescente. Me fez voltar no tempo e sentir que sou capaz. Me deu vontade de voltar para me encontrar com a Luciana de 14 anos de idade e dizer para ela: “Cara, isso que você tá vendo nos livros, vai te emocionar muito (!!!!) quando você estiver de frente para essas obras reais. Você vai conseguir!”

Relembrar do passado é poder passar a limpo questões que ficaram mal resolvidas e por consequência, mal absorvidas. Com isso, podemos ter a chance de ressignificar nossas dores, entender situações que antes pareciam incompreensíveis, mas hoje, com maturidade e vivência, conseguimos compreender e aceitar o posicionamento das pessoas com relação à situações que podem nos ter desagradado e magoado.

Na época, apesar de amar Legião Urbana, esse trecho da música não fazia tanto sentido como faz hoje:

“Você diz que seus pais não lhe entendem, mas você não entende seus pais. Você culpa seus pais por tudo. Isso é um absurdo. São crianças como você, o que você vai ser quando você crescer!”.

É o verdadeiro ciclo da vida. Hoje meus filhos terão a mesma sensação que eu tive quando jovem ao escutar essa música, mas quando tiverem seus filhos, compreenderão exatamente o que ela diz.

Tudo o que somos hoje é a soma do que fomos e vivemos até agora. O que seremos no futuro será a soma do que formos e vivermos até lá. Se não gosto do que sou hoje, há tempo para mudar o que serei no futuro, preciso começar no agora.

Para começar agora, não devemos ter vergonha ou esquecer o nosso passado. Ele nos fez o que somos. Se não gostamos do que nos tornamos, precisamos ressignificar, nunca esquecer ou esconder.

As pessoas perdem oportunidades incríveis de mudar seu futuro por insistirem em comportamentos cíclicos anti-mutacionais – conhecida como síndrome de Gabriela – eu nasci assim, eu cresci assim e vou morrer assim. Mandam tanto essa mensagem para o cérebro, que este absorve como verdade única, absoluta e universal e corrobora com a autossabotagem repetitiva. A zona de conforto é a zona de automutilação, mas ok. Eu sou pra sempre Gabriela.

Não dá!

Temos que nos permitir perdoar, aceitar perdão, nos doar, falar o que sentimos, mesmo sem reciprocidade, externalizar todos os sentimentos, fazer, sentir, agir…

Devemos nos permitir sem restrições, sem regras ou limitações.

Que sonhos que você deixou para trás com medo de fracassar?

Renato Russo dizia uma frase que eu gostava muito:

“O dia que eu perder a capacidade de sonhar, eu perco a capacidade de viver, pois a minha vida depende dos meus sonhos!”

Concordo!

Faço deste um dos meus lemas mais fieis, tanto que acabo de tatuar o “SONHE SEMPRE” nas minhas costas, para que eu nunca perca a capacidade de sonhar… E voar…

Afinal de contas, a minha vida sempre dependerá dos meus sonhos.

 

SONHE SEMPRE
Quando o sonho florir não o impeça de realizar vá em frente!
Não recue adiante, do que poderá viver.
Sonhe sempre… mas nunca permaneça na ilusão!
Siga em frente com toda força, faça de guia o seu coração!
Em todos os momento mantenha sempre a esperança.
Quando todas as coisas disserem “não” a um sonho seu,
demonstre que quem vive por um ideal o alcançará.
Não desista nunca, não tenha medo de ser feliz.
Sonhe sempre…pois quando se luta, sonhar vale a pena.
Autor Desconhecido

 

 

*******************************************************************************************************************

Se você quer contribuir na manutenção e divulgação do site, abaixo links (PAGSEGURO) para doação! Gratidão!!!!!

Para doar R$ 5,00

Para doar R$ 10,00

Para doar R$ 25,00

Para doar R$ 50,00

Para Doar R$ 100,00

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s