Escolhas… A interminável tarefa de errar!

Postado em

Desde muito novos somos obrigados a exercitar diariamente a capacidade de escolher.  O mais incrível disso é que, por mais que pratiquemos, nunca adquirimos a excelência.  Sempre há fatos, informações e sentimentos novos que nos impedem de usar a tão sabida experiência em busca da assertividade.

Errar é bom.  Aliás, errar é ótimo!!!  Dá uma vontade absurda de não fazer de novo, né?  Só vontade!

O ser humano é construído por erros, muito mais do que por acertos.

Às vezes imagino que talvez tenhamos sido criados para errar mesmo, daí nos tornamos mais ou menos capazes de transmutar estes erros, tornando-os cada vez menos óbvios.  Sei lá, acho que talvez sejamos somente criados para errar mesmo e acabou.

Talvez a gente viva a vida tentando fugir dos erros, talvez a vida passe o tempo todo fazendo questão de os encontrar.  E o pior que sempre encontra, a cada esquina, a cada mensagem, a cada favor, a cada empreender…  sempre encontra!

O fato que às vezes cansa.

O pior é quando além de cansar, fere.  Pior ainda é quando a ferida não cura…

É… 

Podia ser mais fácil.  Podia ser um jogo de RPG.  Podíamos estar somente jogando The Sims, onde os erros seriam propositais, qualquer coisa era só não salvar o jogo e recomeçar do último acerto…  Mas, não é assim tão fácil.

À medida que envelhecemos, o peso destas más escolhas vai se tornando um pouco mais denso.  To nesta vibe… 

Irc…  não deveria estar.  Gente mal humorada é chata pacas!  Será que estou me tornando chata?!

Ah, vai…  Talvez tenha sido mais uma má escolha sentar para escrever hoje…  Agora já era, foi para a coleção, mais um errinho não vai pesar tanto assim… Até o próximo erro, ou quem sabe um acertinho só para variar…

ok, ok, ok, vou ali apertar o botão resetar e já volto! 😉

Anúncios

3 comentários em “Escolhas… A interminável tarefa de errar!

    Vinícius Henrique Beozo disse:
    18/09/2016 às 11:14 pm

    Muito bom Luciana… verdade, sempre erramos. Erramos todos os dias. Mas é melhor errar tentando do que morrer sem tentar, com medo de errar.

    Abraços.

    Curtir

    Larissa Rodrigues disse:
    19/09/2016 às 7:39 pm

    Sensacional, Lu! Me vi neste texto!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s