Minha Experiência em Apps de Namoro / Relacionamento – Parte 2

Postado em Atualizado em

Desisto! Só tem gente doida nesse negócio.

É oficial: a pessoa para entrar nesses apps tem que sofrer de alguma deficiência psiquica. Eu inclusive!

Então vamos retomar o histórico. Em março eu escrevi o texto Minha Experiência com Apps de Namoro/Relacionamento – Parte 1. De lá para cá, continuei enveredando por essa áfrica chamada Busca pelo Amor. Já adianto que até agora continuo na MERDA. rsrsrsrs

Com certeza estou procurando no lugar errado. Primeiro que o que eu realmente quero (ou quem!), não está ali. Segundo, usando a premissa que preciso esquecer um alguém com outro alguém, não é nesse antro de loucura que vou achar, não é mesmo?

Sim, ainda não esqueci… Mas um dia isso passa, tem que passar, não é mesmo? Inclusive essa semana fui perguntada sobre se acredito no amor. Ultimamente minha resposta é NÃO (Definitivamente NÃO). Queria voltar a acreditar, o curioso que quem me perguntou foi justamente a pessoa que me fez desacreditar…

Voltemos ao app… Hoje tenho somente 3 aplicativos instalados: Tinder, Happn e um novo que estou testando, o OKCupid.

Essa semana no OKCupid aconteceu uma situação no mínimo inusitada. É sabido que nesses apps tem de tudo. Homem casado, casal, bi, tri e hexassexual… Pois é… Abro pouco esse app porque ele é novo e tem pouca gente nele. Quando abri no sábado vi um rosto familiar, um ex-colega de trabalho com sua esposa com FOTO EXPOSTA, buscando mulheres para menage a trois. Gente, cada um tem suas preferências, ok… Mas, a forma como ele se expôs me deixou de cara. Ele é professor universitário. Enfim, cada um com seu cada um. Isso foi apenas um desabafo… Não tenho nada a ver com isso, mas que fiquei chocada, fiquei! Não vou mentir!

Uma das coisas que mais me faz pensar em desistir de aplicativos é a abordagem. Sempre igual! As pessoas não têm criatividade, não diversificam. É sempre o cansativo. Oi / tudo bem / fala de onde. Cansada disso!

Bom, de março para cá, conheci pessoalmente mais 6 pessoas pelos apps (além dos que já havia conhecido e mencionado no post anterior). Mas, por outro lado a lista de matches é extensa com mais de 300 nos 3 aplicativos. Ou seja, a assertividade destes matches está baixíssima! Diria quase nula, a partir das derrotas que têm me aparecido.

Teve um que soube que eu ia num show e se encontrou comigo lá… Pessoa estranha. Ou de repente era eu que não estava na vibe naquele momento que aconteceu. Tinha 1 semana que tinha terminado um relacionamento. Marcamos de nos ver de novo, mas nunca mais aconteceu.

Quando me achei mais preparada para conhecer as pessoas, tive dois encontros super interessantes no sentido da ambiguidade. Pessoas que tive um entrosamento perfeito nas conversas, que tive muita vontade de conhecer e que não rolou química no encontro. Um deles pelo menos se transformou em amizade. O outro, melhor esquecer mesmo!

Conheci dois que não dei match, mas me acharam no instagram… Pessoas legais, mas saca quando não dá. Ás vezes penso que estou exigente demais, às vezes penso que estou presa demais no passado.

Finalmente chegamos ao mais doido dos doidos… A princípio, um super match! Era alto, super alto(!!!!) Bonito… Todos os meus requisitos estavam contemplados, except… Ele não era de muita conversa, dizia que não tinha paciência para papos intermináveis. Marcamos com uma semana de papo. Porém ele estava estranho, tinha misturado duas medicações e estava doidão. Me pediu desculpas. Foi legal, apesar de tudo. Marcamos outro dia. E outro… Mais outro… Saímos por cerca de 45 dias. Tudo indo bem, até que ele começou a dar uns pitis estranhos de coisas nada a ver, era meio surtado. Um certo dia, falei algo que ele não entendeu, uma bobagem e ele descarregou uma metralhadora em cima de mim… Me ofendeu e disse que quem avança sinal (semáforo mesmo, antes que se pense que é outra coisa) é mau caráter. DO NADA! Quem leu a conversa no meu celular o considera como louco nivel hard.

Só para esclarecimentos: Sim, eu a noite não paro em sinais… Moro no Rio de Janeiro… Não vou ficar às 22h esperando o sinal abrir e o ladrão me achar paradinha lá… Fala sério. Daí a eu ser Mau caráter!? Agora toda vez que eu avanço sinal eu penso que sou mau caráter. rsrsrsrs

Gente, socorrrooooooooo

Preciso realmente estancar essa sangria. Não tenho paciência para esses apps mais. Quero sair desse limbo… Quero voltar a acreditar no amor. Sinceramente, tá difícil…

Só consigo cantar:

Destino, por que fazes assim?
Tenha pena de mim,
Veja bem, não mereço sofrer!
Quero apenas um dia poder
Viver num mar de felicidade,
Com alguém que me ame de verdade!

Hello, Destino!!!

Dá uma forcinha aí… Manda o cara. Mas, se for doido, tem pena da pessoa aqui, que já está quase montando um hospital psiquiátrica para se resolver afetivamente.

Assinado;

Euzinha

Anúncios

3 comentários em “Minha Experiência em Apps de Namoro / Relacionamento – Parte 2

    sergio disse:
    24/07/2018 às 12:20 pm

    Bom dia,

    Estou me divertindo com seu texto. Apesar de levar bem a sério tudo que vc disse!
    Sua trajetória é algo bem comum…quem não passa por isto?
    Porém, a forma de como vc trata o assunto, é bastante leve e engraçada.
    A criatividade corre em sus veias. Tá explicado o marketing. Parabéns…

    Lu, se assim posso te chamar, sinto informar que sua saga será longa.
    A maioria dos aplicativos aproximam as pessoas, apenas pela distância que se encontram no momento, mostram algumas fotos e dados mínimos sobre o perfil.
    Num primeiro momento, as fotos podem despertar algum interesse e dão o tal famoso crush…os detalhes vem depois!
    Os aplicativos trabalham em cima da velocidade e quanto mais rápido melhor! Criando e disseminando minando assim, uma legião de encontros casuais e vorazes!
    Já não se fazem encontros como antigamente…rsrsrs

    Então entrei no PP.
    Um site bem estruturado, com diversos filtros que me ajudam a encontrar perfis compatíveis com o que desejo.
    Além de gostar de uma fotinha, achá-la atraente, etc e tal, tenho atenção total para as compatibilidades, pois são fundamentais. .
    Certamente, isto não é garantia de nada, mas ajuda e muito O resto fica por conta da tal química.
    O mais interessante, é que podemos escolher perfis bem próximos aos nossos, além de evitar perda de tempo, encontros vazios, cansativos e frustrados.

    Ah Lu, o amor existe e ele está em qq lugar. Vc pode bater de frente com ele no mercado, nas ruas, no sinal vermelho (só se for de dia – rs) no shopping, num assento de avião, em qq lugar, até mesmo nos sites de relacionamento.
    Todavia para que este encontro aconteça de fato, precisamos estar verdadeiramente prontos, dispostos, livres e sem amarras alguma.
    Acredite nele e não desista, ele vem pra todo mundo!
    Desejo boas buscas, além de muita sorte!
    Bj

    Curtir

      Luciana Telles respondido:
      24/07/2018 às 12:25 pm

      Olha, uma pergunta básica: podemos dar match? Kkkkkk
      Brincadeiras à parte, no meu interior eu sei que é bem assim. Mas, se não for me divertir com as desgraças da vida, seria deveras sem graça viver!
      Adorei seu feedback!
      Bj

      Curtir

    […] Minha Experiência com Apps de Relacionamento/Namoro – Parte 2 […]

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s