A Tecnologia como Alavancadora de Negócios no Mercado Fitness

Postado em

Trabalho há 1 ano no mercado fitness, numa grande rede de academias do nordeste do Brasil.  Este ano, tive a oportunidade de visitar a Fibo, na Alemanha, a maior feira fitness do mundo.

Sou nerd e assumo.  Desde que entrei neste mercado fitness venho tentando implantar algumas melhorias tecnológicas na empresa que estou.  Mudei sistema, estou transformando o portal, redes sociais, sistemas de Member get member, botão de chama professor, além de muitos outros projetos on going…

Quando cheguei na Fibo e vi o tamanho da feira, me impressionei bastante.   É surreal o formato e a quantidade de visitantes no evento.  Fiquei mais feliz ainda quando percebi que pela primeira vez, a feira teria um pavilhão somente dedicado à novas tecnologias.  Obaaaaaaaa

Neste pavilhão vi muitas tendências, muitas novidades e muitas, muitas e muitas ideias.

Aqui tentarei falar de algumas ideias e tendências que vi lá para mostrar o território fértil que temos no Brasil para o desenvolvimento de inovações para o mercado fitness.

  1. Equipamentos – os equipamentos estão cada vez mais integrados, gerando muitas possibilidades de acompanhamento de evoluções de treino, de gastos calóricos, de tempo e aprimoramento dos exercícios, compartilhamento em redes sociais, associações com sistemas de alimentação/nutrição, playlists… É tanta coisa integrada.  Além das integrações, vi algumas coisas bem legais.  Por exemplo, tem uma marca de equipamentos que tem em todos os seus produtos um chip wifi que é integrado a um sistema de manutenção, que avisa quando a maquina necessita de reparo, já disparando a equipe técnica, sem a necessidade da gestão da academia avisar.  Em alguns casos, o ajuste pode ser até remoto.  Outra facilidade que a tecnologia trouxe foi o QR Code.  Com academias com cada vez menos professores (linha low cost), a ideia é dar ao cliente a possibilidade de tirar as dúvidas de como praticar o exercício físico.  Através de um video simples, rápido e intuitivo, equipamentos têm o QR Code para fácil leitura e acesso imediato ao conteúdo.  Facilita a vida de quem não é o que chamamos de rato de academia, ou seja, do iniciante.
  2. EMS – Eletric Muscle Stimulation – consiste em eletrodos que visam trazer mais resultados no exercício.  Alguns modelos scaneiam o corpo e conseguem trazer informações relevantes acerca do seu preparo físico e propor exercícios corretivos e/ou estimular o músculo a medida que o exercício acontece.  Tem uma tendencia na Europa de academias que trabalham com equipamentos EMS e 1 professor  para até 10 alunos, que se vestem com uma roupa especial com eletrodos e os exercicios de 20 minutos prometem eficácia igual ou maior que 180 min de exercícios fisicos sem o equipamento EMS.  Visitei uma academia na Holanda com o equipamento, muito legal!!!!!!    Gostei tanto disso, que comprei um equipamento portátil para mim.  Além de ajudar no exercício físico, ajuda com dores musculares e em geral e com recuperação e preparação de músculos pré e pos treino.
  3. Smart Mentoring – tem muito a ver com EMS.  A tecnologia vem ajudado a personais trainers e coachers a orientar melhor seus alunos e extrair melhores resultados.  Como o mapeamento do comportamento muscular, é possível conseguir maiores resultados, principalmente de atletas.
  4. Acesso Inteligente – É uma tendencia academias com cada vez mais automação, principalmente em acesso, banhos, armários, treinos e etc…  Vi muita coisa legal, como reconhecimento atraves de iris, palma da mão, as tradicionais digitais.  Muita coisa ainda na velha e boa tecnologia de contactless, RFID e botões de chamada para professor (em caso de dúvidas).
  5. Realidade Aumentada – os stands estavam sempre lotados e não consegui experimentar nenhum dos equipamentos da feira…  Acredito na realidade aumentada como uma forma de atrair um público que nunca iria praticar atividades físicas regularmente para a academia:  Os nerds!!!!  Tenho um filho super nerd que adoraria fazer atividade com realidade aumentada.  Imagina que máximo!!!!!
  6. Apps – São tantas opções, mas muito poucas completamente integradas.  Quando o aplicativo tem um mobile massa, fica devendo no sistema de pagamento, ou tem um acompanhamento nutricional maravilhoso e o treino deixa a desejar.  Enfim, já vi muitos e não há um completamente pronto (especialmente para as necessidades dos brasileiros – impostos e etc).  Uma grande oportunidade para algum desenvolvedor ninja!
  7. Gamification – vem muito na linha do engajamento de públicos completamente diferente dos usuais de uma academia.  Desde criança, jovens e adultos que necessitam de diversão.  Imagina um studio de funcional com vários features eletrônicos!!!!!
  8. Muitas outras ideias – nossa!  tem muito mais possibilidade.  Imagina uma rede social restrita ao ambiente da academia, onde pudesse rolar um Tinder fitness…

Então…  quer empreender na área fitness????  O que não falta aí é ideia…

 

Esta palestra foi apresentada na Rio Info em 2016, evento que aconteceu de 4 a 6 de julho.

 

 

Anúncios

3 comentários em “A Tecnologia como Alavancadora de Negócios no Mercado Fitness

    […] Texto originalmente postado:  Luciana Telles […]

    Curtir

    geracao empreendedora disse:
    28/11/2017 às 11:56 am

    Ótimo texto! Já visitei o seu site algumas vezes, porém
    essa é a primeira vez que deixo um comentário. Inseri teu site nos meus favoritos para que eu não perca nenhuma atualização.
    Grande abraço!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s